Publicidade

Anuncie
Presidente Jair Bolsonaro

Bolsonaro recebe Fraga: “Espero que Senado não desidrate Previdência”

No Alvorada, presidente encontrou com o ex-deputado federal. Os dois teriam levantado juntos ações para melhorar a economia do DF

Via Redação | Publicado por Redação | às 16:33:06

De repouso no Palácio da Alvorada após passar por um procedimento odontológico, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), recebeu, na tarde deste sábado (13/07/2019), o presidente do Democratas do Distrito Federal, Alberto Fraga. O encontro entre os dois não estava na agenda do chefe do Executivo brasileiro, mas o ex-deputado federal pelo DF foi até o local visitar o amigo de longa data. Segundo ele, tudo não passou de “conversa fiada” entre compadres.

No entanto, durante o bate-papo, o presidente da República voltou a falar sobre a reforma da Previdência, sua principal pauta desde que assumiu o Palácio do Planalto. Fraga contou à reportagem que Bolsonaro está satisfeito com a aprovação em primeiro turno da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) pelo plenário da Câmara dos Deputados, mas teme que tudo seja modificado quando o texto chegar ao Senado. “Ele disse que o desafio agora é que a reforma passe pelo Congresso sem ser desidratada”, contou o democrata.
O Metrópoles apurou, ainda, que durante a visita do coronel reformado da Polícia Militar do DF, ao presidente – encontro que durou pouco mais de 30 minutos – os dois ainda falaram sobre a situação econômica do Distrito Federal. O ex-parlamentar teria pedido para que Bolsonaro se empenhe para trazer novas indústrias a Brasília, na tentativa de gerar mais empregos e girar a economia da cidade.
Na semana passada, Fraga também esteve no Palácio do Planalto para uma reunião com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Na ocasião, a pauta foi a situação de Brasília. Assim como com Bolsonaro, o ex-parlamentar do DF tem uma relação próxima com Lorenzoni, que é seu correligionário. Por outro lado, o presidente do DEM-DF não é bem quisto pelo chefe do Ministério da Economia, Paulo Guedes.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Campanha