Publicidade

Anuncie
Capital

Embriagado, motorista é preso após invadir calçada bater em poste

A mulher de 33 anos estava no banco traseiro e sofreu um corte no supercílio.

Via Redação | Publicado por Redação | às 23:42:24

Com 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido, um homem de 27 anos acabou preso por dirigir bêbado após causar acidente na Rua Eduardo Santos Pereira, quase esquina com a Alagoas, no Centro de Campo Grande. Além de multa de R$ 3 mil, terá a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa.

Segundo o Campo Grande News, ao ser socorrido, ele afirmou que dormiu ao volante e por isso invadiu a calçada. Por conta disso, derrubou uma lixeira, arrancou uma árvore do canteiro e colidiu com um poste.

A publicação da capital cita testemunhas segundo as quais quatro pessoas estavam no carro, o motorista de 27 anos e três passageiros – duas mulheres de 33 e 23 anos e um homem também de 27. O rapaz dirigia no sentido bairro/centro quando invadiu a calçada de uma casa, bateu em dois canteiros, arrancou uma lixeira e uma árvore e por fim colidiu com o poste.

A mulher de 33 anos estava no banco traseiro e sofreu um corte no supercílio. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram ao local, mas todas as vítimas recusaram atendimento.

O passageiro de 27 anos contou ao Campo Grande News que todos trabalham em uma empresa de roupas, de Porto Velho, e passaram a noite em uma festa de confraternização. Eles estavam a cerca de uma quadra de casa quando o acidente aconteceu. “Foi muito rápido. Fui conversar com minha esposa que estava no banco de trás e me virei, de repente só senti o impacto”, lembrou.

O morador da casa, um servidor público, de 59 anos, contou que estava no quarto quando ouviu o barulho muito alto, ao abrir a janela viu a mulher de 33 anos sangrando e correu para ajudar. Para ele, o motorista estava em alta velocidade. “Com a força do impacto uma pedra que eu trouxe do rio e coloquei no canteiro, de mais de 100 quilos, foi arremessa uns 10 metros”, contou. Ele ainda lembrou que a árvore arrancada no acidente tinha mais de 100 anos. “Minha bisavó que trouxe”.

Ao ser socorrido, o motorista contou que dormiu ao volante e por isso perdeu o controle da direção. Em um primeiro momento, ele se negou a fazer o teste do bafômetro e como não apresentava sinais aparentes de embriaguez, seria liberado.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Anuncie