Publicidade

Anuncie
Capital

Quadrilha especializada em roubo, chefiada por adolescente, é presa pela PM

Eles foram flagrados na noite de terça-feira, nas proximidades do Lago do Amor enquanto se preparavam para mais um assalto

Via Redação | Publicado por Redação | às 15:31:28

Três pessoas foram presas e adolescente apreendido na noite de ontem (1º) sob a suspeita de integrarem grupo especializado no roubo de veículos em Campo Grande. William Zupe da Silva, de 22 anos, Maykon Patrick Aquino, de 21 anos, e Bianca Gonçalves, de 27 anos, além do menor estavam em um Volkswagen Santana quando foram encontrados. Com eles, os policiais militares apreenderam um revólver calibre .38.

Conforme as informações do boletim de ocorrência, os PMs haviam recebido denúncias sobre grupo de assaltantes que circulava pela cidade em um Volkswagen Santana branco. Os militares estavam fazendo rondas nas proximidades do Lago do Amor quando viram o carro com estas características e decidiram abordar.

O adolescente conduzia o carro e a namorada dele Bianca estava no banco do passageiro com uma arma calibre .38 carregada com quatro munições na bolsa. Atrás estavam William e Maykon. Eles foram levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga e confessaram a intenção de roubar um veículo ano 2016 em diante naquela madrugada.

Na delegacia, Bianca comentou que havia deixado os três filhos em casa. Os policiais foram até lá e encontraram as crianças de 5,6 e 8 anos dormindo sozinhas em um local sujo e sem comida. Os garotos foram entregues para um parente da suspeita.

Segundo a polícia, o grupo era chefiado pelo adolescente responsável pelo recrutamento organização e divisão das tarefas da quadrilha. Os carros roubados eram deixados em rua do bairro Aero Rancho e levados para o Paraguai por outro criminoso. Outros três homens também fariam parte da quadrilha, mas não foram encontrados.

O adolescente revelou que receberia R$ 700 pelo roubo para dividir entre todos os integrantes do grupo. A polícia suspeita que eles estejam envolvidos nos assaltos de um Onyx, um Voyage e dois Hb20 na Capital.

Após eles confessarem os crimes, o delegado arbitrou fiança de R$ 2.994 para William e Maykon, mas eles não pagaram e devem permanecer na delegacia à disposição da Justiça. Bianca não tem direito à fiança porque será investigada não apenas por formação de quadrilha, como é o caso dos outros, mas também pelo abandono de incapaz em relação aos filhos.

Outros possíveis roubos cometidos pelo grupo ainda serão investigados.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Campanha