{description}

Preso dado como morto por três médicos ‘ressuscita’ antes da autópsia

Os médicos forenses do Instituto de Medicina Legal de Oviedo ouviram sons estranhos vindos do saco onde estava o corpo de Gabriel Montoya. Autoridades espanholas estão a investigar o caso.

Gabriel Montoya, um preso de 50 anos, foi encontrado inconsciente na sua cela e dado como morto por três médicos – dois dos quais com experiências profissionais superiores a 30 anos – mas voltou à vida antes de lhe ser feita a autópsia.

O El Comercio refere que a equipa forense do Instituto de Medicina Legal de Oviedo, em Espanha, ouviu ruídos vindos do saco do ‘morto’.

Encontraram sinais vitais no homem e Gabriel Montoya foi transportado de imediato para o hospital Universitário Central das Astúrias.

Gabriel permanece internado e vai agora ser submetido a exames médicos que permitam esclarecer as circunstâncias que levaram a que o homem fosse dado como morto durante cinco horas.

A família, que já tinha recebido a notícia da morte de Gabriel, está perplexa com o que aconteceu.