Eleições

União Brasil consolida aliança com Podemos em MS confirmando Rose ao governo e Mandetta ao senado

Via Redação | Publicado por Administrador | às 11:55:58

A aliança entre os partidos União Brasil e Podemos foi consolidada na manhã desta sexta-feira (5), durante convenção partidária, em Campo Grande. Rose Modesto (União) encabeçará a chapa como candidata ao governo do Estado e terá Alberto Schlatter (Podemos) como vice.

Segundo ela, a escolha foi por conta de valores e experiência no agronegócio, principal fonte da economia sul-mato-grossense. “Ele é uma pessoa que tem muita experiência de vida, que fez muito pelo agro, carro forte do Estado. Além disso, ele é um homem cristão com princípios e valores.”

A preocupação da candidata é que, segundo ela, cerca de 38% dos eleitores não conhecem seu nome. Ela afirma que quer “chegar lá e mostrar o trabalho”, por meio desta parceria.

Schlatter ressaltou que está confiante no projeto e destacou, mais de uma vez, seus princípios religiosos. “Como sou uma pessoa cristã, sinto uma tranquilidade muito grande, que isso é um projeto de Deus e vamos vencer tranquilamente. Vamos defender a honestidade e princípios. Estou na disposição daquilo que eu puder ser usado por Deus.”

Mesmo com a mudança de Rose Modesto para o União Brasil, o presidente do Podemos, Sérgio Murilo, afirma que segue aliado da ex-vice-governadora e deputada federal licenciada. “Estamos aqui hoje, consolidando e confirmando que a Rose Modesto é a nossa candidata ao governo de Mato Grosso do Sul. Estamos felizes e contentes.”

Sempre dissemos que o nosso caminho, desde 2019, era com a Rose Modesto. E a Rose Modesto, por um momento de facilidade eleitoral, preferiu optar pelo União Brasil e nós concordamos com isso”, disse o presidente do Podemos.

A decisão, inclusive, foi no caminho contrário à definição nacional do partido, em relação à Presidência. A definição seria de apoiar Simone Tebet (MDB), mas por conta da aliança regional, o apoio será prestado a Soraya Thronicke (União).

Rose Modesto em diálogo com Luiz Henrique Mandetta (de camisa branca). (Foto: Henrique Kawaminami)

Senado - O ex-ministro da Saúde e candidato ao Senado, Luiz Henrique Mandetta (União), reforçou a aliança entre União Brasil e Podemos e elogiou o presidente do outro partido, que será primeiro suplente dele. “O momento agora é o de construir o maior número possível de pontes de diálogo”, disse.

Ele ressalta que pretende legislar para diferentes grupos. Segundo ele, é importante que o político não seja “monotemático”.

Mandetta destacou a insegurança alimentar que atinge todo o País, por conta de políticas nacionais, bem como o racismo estrutural e feminicídios presentes em Mato Grosso do Sul. O também ex-vereador da Capital frisou que “a pandemia não acaba somente com o fim da doença”, se referindo à sequelas, sobretudo na educação.

Veja a lista de candidatos do Podemos:

Senado:

Sérgio Murilo (1° suplente)

Deputados federais:

Carlos Augusto

Flávio Moura

Vinícius Siqueira

Wilson Matos

Athayde Nery

Sidnéia Tobias

Dione Hashioka

Maria Telma

Deputados estaduais:

Rinaldo Modesto

Altamir Almeida

Cledinaldo Cotoco

Danilo Luiz

Dorvair Oliveira

Francisco Gonçalves

Fred Alexandre

Helio Gauto

Issan Fares

Jeferson Junior

João Bosco

José Jacinto

Maurício Correa

Marcelo Maurão

Gabriela Pimenta

Gisleine Valejo

Lenir Maciel

Lilian Mendes

Raissa Lopes

Isabel Acosta

(CAMPO GRANDE NEWS)

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest