Interior

Terceirizado da Caixa Econômica fornecia informações para assaltantes

Via Redação | Publicado por Alcina Reis | às 12:55:02

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (1°) a operação Mokõi Hova que tem como objetivo investigar um furto qualificado na agência da Caixa Econômica Federal de Aquidauana, cidade a 141 quilômetros de Campo Grande.

O furto aconteceu em outubro de 2021. Na ocasião, os autores destruíram a parede que dá acesso ao cofre da agência e levaram cerca de R$ 700 mil. Os assaltantes teriam desligado o sistema de alarme para entrar no local.

Segundo a Polícia Federal, as investigações avançam para demonstrar a existência de uma organização criminosa dedicada ao furto de bancos. Recentemente, os mesmos homens foram presos em uma situação parecida a ocorrida em Aquidauana, mas não foram divulgadas informações de onde cometeram o crime desta vez.

Foram cumpridos hoje dois mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal de Campo Grande. Na apuração, ficou constatado que um dos presos nesta sexta, era funcionário de uma empresa que prestava serviços à Caixa e fornecia informações para a organização criminosa. As identidades dos alvos não foram reveladas. (O Pantaneiro)

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest