Publicidade

anunc
Geral

Tenente condenado por agredir mulher segue trabalhando na Polícia Militar

Via Redação | Publicado por Administrador | às 15:05:20

Condenado nesta semana por agredir, em 2020, uma mulher de 45 anos, o então tenente da Polícia Militar em Bonito, André Luiz Leonel Andréa, segue trabalhando no serviço policial. Conforme a assessoria da instituição, ele continua exercendo funções administrativas.

Sobre a situação de André desde o crime cometido em Bonito, a Polícia Militar disse que o 2º tenente foi afastado à época das atividades operacionais. “Em relação ao caso ocorrido em Bonito/MS, a justiça decretou sentença que será cumprida, conforme legislação vigente. O militar não foi afastado do serviço policial, sendo exonerado do cargo em Bonito”.

Conforme decisão da Vara de Auditoria Militar do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o tenente foi condenado a pena de um ano, cinco meses e dez dias de detenção, podendo ser cumprida em regime aberto. A decisão ainda cabe recurso e o policial só será considerado culpado quando a ação transitar em julgado.

A mulher agredida havia ido à delegacia após discutir com a proprietária de um restaurante em Bonito. Na delegacia, câmeras de segurança registraram Andre dando pontapés e socos na vítima, mas imagens foram divulgadas meses depois.

Na época, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) determinou o afastamento do servidor, assim como havia sugerido a OAB (Ordem dos Advogados Brasileiros). Antes do afastamento, ele havia sido transferido para Campo Grande.

À Justiça, a defesa de André disse que não há elementos suficientes para demonstrar que o tenente tenha cometido o crime pelo qual foi condenado. Já a defesa da vítima argumenta que a punição não foi suficiente. (Campo Grande News)

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest