Publicidade

cms
STF - Supremo Tribunal Federal

STF determina que estado indenize fotógrafo atingido em manifestações

Via Redação | Publicado por Administrador | às 17:26:06

STF julfa indenização a atingidors por PM em manifestações. Policiais militares de São Paulo, durante manifestação em 2016 [fotografo]Guilherme Mendes[/fotografo]

Policiais militares de São Paulo, durante manifestação em 2016Guilherme MendesGuilherme Mendes

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) definiu, por dez votos a favor e um contra, que o estado de São Paulo deve indenizar um fotógrafo que perdeu a visão cobrindo manifestações em maio de 2000. O tiro que o atingiu no olho, de bala de borracha, foi disparado pela polícia.

O pedido de indenização contra o estado havia sido anteriormente negado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, sob alegação de que o repórter tinha a culpa exclusiva de estar no local. A decisão interessa a veículos de comunicação, já que atinge a possibilidade de cobrir fatos públicos com segurança.

Este caso teve voto favorável do relator, o ministro Marco Aurélio. Em seu raciocínio, ao atribuir culpa ao repórter, o Tribunal de Justiça de São Paulo endossou uma ação desproporcional das forças de segurança durante eventos populares.

Único a discordar da tese do relator foi o ministro Nunes Marques, para quem a liberdade de imprensa é também dotada de riscos. “O profissional de imprensa, como qualquer cidadão, não está livre de sofrer acidentes em seu trabalho”, disse o ministro. “Não pode, sob o argumento da liberdade de imprensa, instituir a regra abstrata de que a vítima, apenas pelo fato de ser jornalista, nunca contribuirá para o evento danoso”.

O caso tem repercussão a todos os casos no Judiciário brasileiro. Por isso, os ministros deverão fixar uma tese sobre o tema.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest