Publicidade

cms
Saúde

STF defende processar secretários por atrasos na 2ª dose da vacina, mas falta estoque

Via Redação | Publicado por Administrador | às 07:08:29

Em Mato Grosso do Sul, falta aplicar a segunda dose da vacina contra a covid-19 em 88.400 pessoas. O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, afirmou em live que no próximo sábado (8), um novo quantitativo de CoronaVac deve chegar ao Estado com o intuito de imunizar pessoas que estão com o intervalo de 28 dias em atraso.

Enquanto novas remessas não chegam ao Estado, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, defende que gestores públicos possam responder a ações de improbidade caso atrasem a aplicação.

A problemática sobre a falta de entrega rápida de vacinas pelo Ministério da Saúde afeta centenas de sul-mato-grossenses. Mesmo com a entrega de 5.600 doses da CoronaVac nesta semana, o número que falta para a imunização completa ainda é alto.

O que diz o ministro

Conforme divulgado, a manifestação do ministro consta em decisão proferida para suspender decisão do Tribunal de Justiça do Rio que validou decreto estadual que alterava a ordem de prioridades do imunizante.

Para Lewandowski, os governadores podem promover alterações e adequações ao Plano Nacional de Vacinação para se adaptarem às suas realidades locais, mas devem garantir que a medida não prejudique a garantia da aplicação da segunda dose a quem já recebeu a primeira.

O ministro defende que existe um grande prejuízo, já que existem prazos estabelecidos pelos fabricantes. Ele afirma ainda, que a tese da improbidade administrativa dos gestores de saúde é no caso de não garantir a aplicação em tempo da 2ª dose em grupos de idosos e pessoas com comorbidades. Para o ministro, isso ocasiona desperdício de material e de humanos já investidos na fase inicial da campanha.

Preocupação em MS

Em Mato Grosso do Sul, o secretário Geraldo Resende pediu aos secretários municipais dos 79 municípios que trabalhem aos finais de semana e apliquem os imunizantes assim que forem entregues para evitar o atraso maior na D2.

“Quinta-feira (6), Mato Grosso do Sul recebe outro quantitativo de vacinas da AstraZeneca e sábado (8) recebe um quantitativo de doses da CoronaVac para fazer a segunda dose. Essas vacinas deverão ser aplicadas naquelas pessoas que ultrapassaram os 28 dias de intervalo, elas devem ter prioridade.”

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest