Publicidade

pmcg
Eleições

Senadora Simone Tebet apresenta plano de governo no último dia do prazo, assista

Via Redação | Publicado por Administrador | às 17:33:20

A senadora e candidata à Presidência da República Simone Tebet (MDB-MS) apresentou nesta segunda-feira (15/8) seu programa de governo. O documento tem 48 páginas e foi criado em conjunto por representantes dos quatro partidos que compõem a chapa da senadora — MDB, PSDB, Cidadania e Podemos. Entre as principais medidas estão a realização de uma reforma tributária e uma administrativa, bem como investimento em Saúde e Educação.

“É uma candidatura que leva a sério o programa de governo, porque é ele que fica registrado no TSE num compromisso de que nós não estamos apenas apresentando o programa de governo, mas que nós vamos efetivamente cumprir cada linha do que está ali estabelecido. Foi por isso que eu fiz questão de revisar, e nós atrasamos um pouquinho”, disse Simone Tebet, durante a abertura da apresentação em um hotel de São Paulo. O plano foi apresentado no último dia do prazo dado pela Justiça Eleitoral.

Eymael oficializa candidatura à Presidência da República

“O país precisa de uma verdadeira reconstrução, ampla e abrangente. Vai muito além da economia, mas começa por ela, porque só a retomada do crescimento é capaz de nos permitir acabar com a fome e a miséria, reduzir as desigualdades, voltar a criar empregos e gerar renda no volume e na qualidade que nossa população necessita”, diz o documento divulgado.

O plano de governo da senadora está dividido em quatro eixos: combate às desigualdades sociais; compromisso com a economia verde; construção de um governo parceiro da iniciativa privada; e inclusão e combate de todas as formas de preconceito e discriminação.

Foco social

Na área social, um dos principais projetos é a criação de um programa permanente de transferência de renda, aos moldes do Auxílio Brasil ou do Bolsa Família. A senadora também defende ampliar o número de beneficiários. “Não dá para caracterizar R$ 100 per capta como miséria. Mais pessoas têm que ser consideradas miseráveis, inclusive para fins de recebimento desses valores”, discursou Tebet na apresentação. A candidata também afirmou que o valor mínimo para esse programa será de R$ 600, valor pago pelo atual governo após a PEC da Bondade de Jair Bolsonaro (PL).

Na área da Educação, Tebet defende que o setor será prioridade “pela primeira vez” e que regulamentará a reforma do Ensino Médio sancionada pelo ex-presidente Michel Temer (MDB) em 2017. O plano também prevê um programa de reforço escolar, “para não deixar ninguém que ficou para trás com a pandemia”.

Programa de habitação é “menina dos olhos”

Na coletiva, a senadora classificou ainda o seu programa de habitação como “a menina dos olhos”. “Casa própria é a porta de entrada da cidadania de qualquer família. Uma mãe não consegue ficar um dia ser ter um teto para abrigar seu filho”, discursou Tebet. “Nós estamos sendo muito conservadores, não queremos colocar nada que não podemos cumprir. Pelo menos um milhão de casas na faixa 1 [famílias de baixa renda] em quatro anos”, completou. A candidata garante ainda que o país tem dinheiro para fazer todas as reformas previstas por sua equipe.

“O programa econômico tradicional que os senhores estão acostumados a debater é a base, o instrumento para a gente conseguir atingir os objetivos desse programa”, discursou a economista Elena Landau, coordenadora da área econômica na campanha de Tebet.

Também participaram do lançamento o ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto (MDB), coordenador-geral da campanha, e os presidentes nacionais do MDB, Baleia Rossi, e do Cidadania, Roberto Freire; além do ex-ministro general Carlos Alberto Santos Cruz (Podemos), responsável pela área de Segurança Pública do programa.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest