Política

Portaria confirma Eloy Terena na equipe de transição do Lula; 4º nome de MS

Via Redação | Publicado por Administrador | às 18:05:10

Luiz Eloy Terena é o quarto nome de Mato Grosso do Sul confirmado para a equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Assim, o advogado indígena irá participar do Grupo Técnico de Povos Originários do Gabinete de Transição.

A portaria confirmou a nomeação do advogado nesta terça-feira (22). Foram adicionados no grupo de transição mais cinco nomes, após a publicação de 16 de novembro.

Então, junto com Eloy, foram confirmados: Antônio Fernandes de Jesus Vieira; Eunice Antunes; Kleber Luiz Santos dos Santos; e Ricardo Weibe Nascimento Costa.

Eloy Terena

Advogado indígena, pós-doutor e coordenador jurídico da Apib (Articulação dos Povos Indígenas), o sul-mato-grossense Luiz Eloy Terena foi anunciado como integrante do gabinete em 17 de novembro. Então, o advogado é o quarto sul-mato-grossense a integrar o grupo.

Luiz é uma das lideranças indígenas de Mato Grosso do Sul e vem ganhando destaque internacional em sua atuação em defesa dos povos originários. Nascido na aldeia Ipegue, em Aquidauana, se formou em Direito em Campo Grande. Além disso, cursou mestrado, doutorado e pós-doutorado em Paris, na França.

O jurista também atua em ações movidas pela Apib em processos de demarcação de terras. Atualmente, Eloy coordena a Especialização em Direito para Povos Indígenas da PUC do Rio de Janeiro.

Sul-mato-grossenses na transição

Então, a primeira liderança de Mato Grosso do Sul confirmada no gabinete de transição presidencial foi a senadora Simone Tebet (MDB). Ex-candidata à Presidência, Simone trabalhou ao lado de Lula no segundo turno das eleições e participa da Frente de Desenvolvimento Social do gabinete de transição.

Aparecida Gonçalves, que atuou como Secretária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, foi a segunda confirmada por Geraldo Alckmin para integrar a equipe. Aparecida Gonçalves é natural de Clementina (SP). Contudo, afirmou ser sul-mato-grossense de coração por ter vivido no Estado entre 1988 e 2000, época em que se candidatou ao cargo de vereadora pelo PT (Partido dos Trabalhadores).

Assim, o ex-deputado federal pelo Estado, João Grandão também foi confirmado na equipe de transição nesta semana. Ele fará parte do Grupo Técnico de Desenvolvimento Agrário.

Advogado, professor e bancário, João cumpriu dois mandatos na Câmara dos Deputados por MS, de 1999 a 2003. (Midiamax)

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest