CAMPANHA

PDT, PL e PT ainda não repassaram fundo mínimo a candidatas mulheres

Via Redação | Publicado por Administrador | às 07:00:36

Às vésperas do primeiro turno das eleições, no domingo (2/10), nove dos 32 partidos ainda não realizaram o repasse mínimo do percentual do Fundo Partidário, o Fundão, destinado ao financiamento de candidaturas femininas (30%). Deste total, 21 legendas cumpriram o que determina a legislação eleitoral. Apenas o partido Novo abriu mão dos recursos que tinha direito do Fundão.

Entre os partidos com os menores índices de repasse, está o PDT, cujo candidato à Presidência é o ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes. A legenda repassou 22% do Fundão para candidaturas femininas do partido, enquanto o presidenciável pedetista concentrou 16% dos repasses.

Na sequência, se encontram PL e PT, que têm como candidatos a presidente Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva, respectivamente. O primeiro reservou 23,5% do financiamento às candidatas da legenda. Os petistas, por sua vez, estão mais próximos de atingirem o mínimo determinado por lei, com 29%;

Quem também se aproxima da meta é o PSC, que já destinou 29,8% do Fundão para as filiadas na corrida por cargos eletivos. UP, PSD, Avante, DC, PSB também estão em desconformidade com a legislação eleitoral.

Entre os partidos que alcançaram o mínimo, está o PSTU. Sozinha, a legenda destinou o dobro do percentual mínimo necessário às mulheres candidatas, um total de 61%. A segunda sigla de melhor desempenho no quesito é o Partido da Mulher Brasileira (PMB), que já destinou 49,9%.

PSol, PRTB, PCdoB, PV, Rede, Cidadania, Solidariedade, PMN, PCO, Pros, Republicanos, PSDB, PTB, MDB, PP, União Brasil, Agir, Podemos e Patriota completam a lista.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest