Publicidade

Campo
Crime

Pai de criança morta após estupro na fronteira se entrega à polícia

Via Redação | Publicado por Administrador | às 16:23:53

O paraguaio Luis Benitez Vargas, 36, pai da menina de sete anos de idade que morreu ontem (24) após sofrer violência sexual, se entregou por volta de meio-dia desta terça-feira à Polícia Nacional em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande.

Considerado pela polícia o principal suspeito do crime e procurado desde ontem à noite, Luis se apresentou ao Departamento de investigações de homicídios e foi preso imediatamente. Segundo nota oficial da polícia, ele vai permanecer detido à disposição do Ministério Público e do Poder Judiciário.

A mulher dele, Reinalda Ramona Benitez, foi presa ainda na noite de ontem por determinação da Promotoria de Justiça. Ela é acusada descumprir o dever de cuidado, previsto no Código da Infância, equivalente ao ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) brasileiro.

Reinalda também é suspeita de acobertar a violência sexual contra a criança ao alegar que a filha teria se machucado ao cair da cama. Ela tem outras quatro filhas, com idades entre 8 e 21 anos. A polícia investiga se as outras filhas do casal também eram estupradas.

Conforme o subcomissário Francisco Talavera, do setor de investigações da Polícia Nacional, Luís Vargas trabalha em lavouras de maconha nos arredores de Pedro Juan Caballero, mas visita a casa constantemente. Ele esteve no local pela última vez na semana passada.

O médico forense César González disse hoje que a autópsia descarta ferimento por queda, como alegou a mãe, e confirma a violência sexual, praticada há algum tempo. A menina morreu em decorrência de hemorragia digestiva aguda.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest