Publicidade

outubro
De Olho na Saúde

Outubro Rosa: cinco livros sobre a luta contra o câncer de mama

Via | Publicado por Administrador | às 07:21:03

Outubro é um mês diferente. Desde de 2002, o período ficou conhecido como Outubro Rosa, que acende o alerta mundial para a conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. A patologia pode acometer tanto mulheres quanto homens. Levando em consideração que se informar também é prevenir, o Metrópoles selecionou cinco obras inspiradoras para enfrentar a luta contra a doença.

A condição de neoplasia gera aflições, mas não coloca um ponto final na história. Sem intimidar, os livros ensinam até como as pessoas próximas da paciente podem ajudá-la a passar pelo processo, bem como a melhor forma de conviver com a situação. Títulos como Cadê Seu Peito, Mamãe?, Como Estamos? e Força na Peruca compõem a lista e mostram que quem está passando pelo processo não está sozinho.

Câncer de mama

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células anormais da mama. Assim, elas formam um tumor com potencial de se espalhar para outros órgãos. A neoplasia também acomete homens, porém, representa apenas 1% do total de casos da doença.

No ano de 2014, o câncer de mama foi o tipo mais frequente da doença em mulheres no Brasil e no mundo, segundo dados divulgados pelo Inca. Ele também foi responsável pelo maior número de mortes em decorrência do câncer em mulheres no mesmo ano.

Sintomas

A Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) afirma que os sintomas do câncer de mama são variados. Nesse sentido, podem incluir:

Nódulo palpável endurecido no seio (associado ou não à dor).

Nódulo palpável na axila (linfonodo).

Alterações na pele da mama (pele em “casca de laranja”).

Saída de secreção pelo mamilo.

Tua Saúde/ReproduçãoSintomas do câncer de mama

Doze sintomas do câncer de mama

Alerta

Para a saúde das mamas, as mulheres devem ter acesso à informação sobre a doença e o autoexame, além de consulta médica com especialista (mastologista) para exame clínico anual e mamografia todos os anos em todas as mulheres acima dos 40 anos de idade.

Informar-se também é prevenir e pode amenizar efeitos colaterais. Confira:

Cadê Seu Peito, Mamãe?, por Ivna Chedier Maluly – Editora Escrita Fina

O livro conta a experiência vivida pela autora Ivna Maluly quando descobriu um tumor maligno, em 2008. Com muita delicadeza, mostra como ela e o pequeno filho, Elias, lutaram juntos contra o câncer de mama. Afinal, muitas mães não sabem como lidar com as perguntas da criança nem como falar sobre o assunto.

Convivendo com o Câncer, por Chantal Chevalier-Martinelli – Editora Larousse

A produção se trata de um guia com o objetivo de esclarecer os leitores sobre a doença, processos, tratamentos e efeitos, além de oferecer conselhos práticos tanto para pacientes como para as pessoas que vivem próximas. A obra conta com um capítulo especial chamado “Dúvidas mais frequentes”, no qual são respondidas as perguntas mais comuns que os médicos ouvem nos consultórios.

Como Estamos? O Desafio do Câncer de Mama, por Sabrina Rossi Perez Chagas – Editora DOC Content

O título traz diálogos da doutora Sabrina Chagas, oncologista clínica, e o pai, diagnosticado com câncer de mama. O texto é um relato sincero, emocionante e envolvente sobre a experiência do câncer entre dois médicos.

Força na Peruca: Tragédias e Comédias de um Câncer, por Mirela Janotti

A autora Mirela Janotti estava desempregada e separada quando descobriu que estava com câncer. Ela retirou os dois seios, passou por oito sessões de quimioterapia e 25 de radioterapia. No livro, ela conta como tentou levar uma vida normal, sem se sentir ou agir como doente.

Esperança Contra o Câncer – A Mente Ajuda o Corpo, por Walter Weber – Editora Europa

O doutor Walter Weber oferece na obra, a partir de mais de 35 anos de experiência no tratamento de milhares de pacientes portadores de câncer, informação científica atualizada, compreensível para o leigo, muita esperança e coragem.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest