Publicidade

outubro
Surtei

Nem cemitério escapa

Via | Publicado por Administrador | às 08:37:38

Os cemitérios de Campo Grande que estão sendo atacados por ladrões! Pensa nem os mortos são respeitados mais, bandidos estão invadindo cemitérios para roubar tudo que encontram pela frente que seja de aço e cobre.

Conversando com o secretário de segurança municipal Valério Azambuja, a prefeitura da capital já está atuando contra esses crimes que têm trazido muitos prejuízos aos cofres públicos, além claro de prejuízos e danos causados aos familiares que ficam consternados ao ver a violação dos túmulos de seus familiares.

O cemitério público mais antigo da capital, Santo Antônio, vem sendo alvo constante desses ataques por estar mais acessível e a invasão torna-se fácil devido ao muro baixo. A falta de iluminação e câmeras, também proporcionam uma maior acessibilidade a esses ladrões, disse Azambuja.

“Eles roubam na maioria das vezes peças feitas em bronze, a exemplo de crucifixos, argolas e placas dos túmulos. Peças que são comercializadas em ferros velhos e por isso iniciamos uma operação montada somente para visitar locais e recuperar esses tipos de materiais. A Operação Conjunta Ferro Velho começou no Bairro Jockey Club.

O trabalho reúne guardas, policiais da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), Vigilância Sanitária, Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) e Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano).”, concluiu o Secretário

As pessoas que desejam visitar os jazigos dos entes queridos saem horrorizadas o cemitério está realmente abandonado.

De acordo com a lei, quem furta, pode responder por furto simples, cuja pena é de reclusão de um a quatro anos, além de multa. Se o furto for considerado qualificado, a pena é de reclusão de dois a oito anos e multa. Quem compra esses produtos, responde por receptação e pode ficar um mês detido, em regime aberto, além de pagar multa.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest