Publicidade

natal
Palavra do Dia

🙏🙌🏼 Não perca a Fé: 5 razões para acreditar que 2021 será melhor que 2020

Via | Publicado por Administrador | às 08:01:49

Como e onde você estava há exatamente um ano? Aproveitando para emanar boas energias para 2020 em uma viagem divertida com os amigos ou curtindo o recesso de fim de ano em casa, rodeado pela família e tomado dos pés à cabeça por otimismo?

Independentemente de qual tenha sido o cenário, ele certamente foi mais promissor do que o de hoje. Afinal, com a pandemia do novo coronavírus em curso (e em ritmo acelerado!), é difícil celebrar e acreditar que 2021 será diferente, quiçá melhor.

A verdade é que a nossa esperança, que o ditado diz ser a última que morre, parece ter se esvaído um pouco com as vítimas da Covid-19. Enfraqueceu, também, todas as vezes que o fim do isolamento social foi adiado, adiando planos e sonhos.

Mas há, sim, motivos para crer que os próximos 12 meses serão menos amargos. O Metrópoles reuniu cinco deles para você não perder a fé de que, logo mais, a vida voltará a ser como antes.

1. Habemus vacina

A vacina contra o coronavírus não é mais um sonho distante. A imunização começou em diversos países do mundo, como Inglaterra e Estados Unidos. No Brasil, a expectativa é de que as primeiras doses sejam distribuídas logo nos primeiros meses de 2021.

“Estamos nos preparando para iniciar 2021 com a vacina, se Deus quiser, assim que for registrada pela Anvisa […] Previsão nossa, como sempre, fim de janeiro, na melhor hipótese, e fim de fevereiro, na pior hipótese. Mas estamos caminhando fortes para podermos ter vacina de várias matizes e entrega o mais rápido possível”, disse o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em recente audiência na Câmara dos Deputados.

Você pode até não ter a oportunidade de tomar a vacina em 2021, haja vista que existem grupos prioritários. No entanto, todos nós dormiremos mais tranquilos ao saber que familiares e amigos da categoria de risco estão imunizados. E isso, caro leitor, ocorrerá em breve.

2. Bons ventos para a economia

“Não tem como 2021 não ser melhor do que 2020”. É o que afirma o economista da Exame Research, Arthur Mota, em síntese dos percalços econômicos impostos aos países pela pandemia.

O relatório semanal Focus divulgado nessa segunda-feira (21/12) também boas notícias. A projeção é de que o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresça 3,46% no ano que vem. Em 2020, não tivemos crescimento, e, sim, queda de 4,4%.

3. Estamos mais adaptáveis

Após um ano extremamente difícil e atípico, estamos todos mais adaptáveis e, portanto, mais capazes de lidar com adversidades. Essa habilidade adquirida ao longo de 2o2o tem potencial para tornar a nossa caminhada em 2021 menos penosa, conforme explica a especialista em ciência do comportamento e professora do curso de psicologia do Centro Universitário Iesb Caroline Salles.

“Acima de tudo, 2020 foi um ano de muitos aprendizados. Enquanto todos precisaram se adaptar às normas de higiene e lidar com as frustrações do isolamento social, alguns tiveram que aprender a trabalhar de casa e a enfrentar os problemas de convivência excessiva com a família”, analisa Caroline, doutora em Psicologia da Saúde pela Universidade de Brasília (UnB).

“Em resumo, as pessoas estão mais preparadas para aprender a lidar com qualquer adversidade, o que certamente facilitará a jornada em 2021, um ano que também imporá muitos desafios”, conclui.

4. E cientes do que realmente importa

A pandemia nos ensinou que quem não está doente não tem ninguém da família hospitalizado e está empregado tem motivos de sobra para comemorar.

“Aprendemos a dar valor aquilo que nos traz nutrição emocional e sentido de propósito. Ainda reconhecemos mais o valor do autocuidado, em suas mais diversas formas”, analisa a professora do Iesb. “Esses ensinamentos são capazes de tornar a vida de todos mais leve emocionalmente, não apenas no ano de 2021”, sustenta.

5. 2021: o ano da ciência e das mudanças na crise climática

“Vejo esperança nos próximos meses”, diz Bill Gates, em texto sobre suas expectativas para o ano que vem. O bilionário e fundador da Microsoft acredita que 2021 será marcado por descobertas científicas e mudanças em relação à crise climática. “Pode não ser algo enorme, mas será um passo a frente para o mundo e uma melhora em relação a 2020”.

No artigo, ele ressalta como os últimos meses foram importantes para o campo da ciência. “Quando penso sobre os avanços científicos que tivemos em 2020, fico maravilhado. Humanos nunca progrediram tanto em relação a uma doença em um ano. Em circunstâncias normais, criar uma vacina pode demorar 10 anos”, sublinha.

Para o ano que vem, ele espera descobertas igualmente significantes, como a implementação de testes mais confortáveis, seguros e rápidos que o de nasofaringe para confirmar a infecção pelo SARS-CoV-2. Ele chega a mencionar um que pode ser realizado em casa. “Funciona muito como um teste de gravidez caseiro”, detalha.

Sobre a ótica ambiental, Bill Gates mostrou-se empolgado sobre seu livro Como Evitar o Desastre Climático, com lançamento marcado para fevereiro. Na publicação, ele lista soluções para o tema e discorre sobre 15 anos como ativista ambiental.

“Espero passar muito do meu tempo em 2021 conversando com líderes ao redor do mundo sobre as mudanças climáticas e a Covid-19”, finaliza, prometendo erguer as mangas para melhorar as condições do planeta.

Astros ao nosso favor

Para os ligados em astrologia, os astros também trazem novidades empolgantes.

“O novo ano será regido pelo planeta Vênus, o planeta do amor. Portanto, é esperado que as pessoas tenham mais compaixão”, conta o astrólogo Ricardo Muri.

“Amores antigos também se reencontrarão em um ano absurdamente favorável para casamentos”, complementa.

A espiritualista e psicanalista Kélida Marques afirma que os próximos 12 meses serão ótimos para quem planeja aumentar a família. “O ano de 2021 será perfeito para quem quer realizar o sonho da maternidade”, revela.

As mulheres terão outros motivos para celebrar. No próximo ano, o empreendedorismo feminino baterá um novo recorde, de acordo com Kélida.

“A partir de abril, será um ótimo momento para tirar os sonhos do papel. Inclusive, brasileiras serão premiadas no exterior no que tange a ciência e a matemática”, prevê.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest