Publicidade

Campo
Pantanal

Ministro do Desenvolvimento Regional libera recursos para combater incêndios florestais

R$ 3,8 milhões serão para horas de voo, combustível e equipamentos contra o fogo

Via Redação | Publicado por Administrador | às 16:42:16

Parte dos R$ 3,8 milhões liberados pelo MDR (Ministério do Desenvolvimento Regional) para ações de combate a incêndio em Mato Grosso do Sul, principalmente Pantanal, deverão ser usados na compra de 200 horas de voo de aviões que lançam água.

O Governo do Estado pretende o quanto antes – assim que liberada a verba, o que deve ocorrer amanhã – contratar empresa que fornecerá esse tipo de aeronave, segundo afirmou o coordenador estadual da Defesa Civil, Fábio Catarineli.

A expectativa é que sejam realizadas quatro horas diárias de voos desse tipo, o que totalizará, 50 dias de trabalho caso se utilize apenas um avião. “A quantidade de dias em que vamos usar essas aeronaves vai depender de quantas vamos usar”, explicou, sem detalhar.

Segundo ele, o plano de trabalho ainda está sendo fechado, não sendo possível, inclusive, saber quanto custarão, exclusivamente, as 200 horas de voo. Mas além disso, o recurso também será usado na compra de equipamentos para os brigadistas que atuam nos combates e em combustível para as aeronaves.

O ministro do desenvolvimento, Rogério Marinho, esteve na coletiva do Governo do Estado que formalizou o repasse do montante, e reiterou os mesmos usos citados por Catarineli. O dinheiro será usado, “preferencialmente em horas de voo, combustível e equipamentos para os brigadistas enfrentarem o incêndio”, comentou.

O Pantanal enfrenta o maior incêndio florestal dos últimos anos, com pelo menos 1,27 milhão de hectares devastados pelo fogo. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ressaltou que a seca porque passa MS é a pior dos últimos 50 anos.

“A agilidade do decreto e homologação do MDR agilizam nossas ações, dão mais rapidez nas ações conjuntas para contratação de horas voo, pessoal e máquinas”, disse.

Mais locais – Também presente no evento, a ministra da agricultura, Teresa Cristina Corrêa da Costa Dias, afirmou que além do Pantanal, a região leste de Mato Grosso do Sul também aguarda recursos de emergência contra as queimadas. Ela citou Três Lagoas e Inocência.

Em todo Estado, 1,5 milhão de hectares já foram queimados este ano, sendo 1,27 milhão no Pantanal sul-mato-grossense.

Na reunião, foi lembrada ainda a parceria entre estados, com a vinda de bombeiros militares do Paraná e de Santa Catarina para ajudarem no combate ao fogo na planície pantaneira. Do primeiro, 34 já estão em MS.

Conforme a ministra, além de todo esse apoio, o Estado ainda conta com 500 brigadistas voluntários ajudando a apagar os incêndios. “Temos que atuar com precaução, até que as chuvas cheguem e podermos plantar uma grande safra novamente”.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest