Publicidade

pmcg
Capital

Mãe recebe pedido de resgate de R$ 5 mil e descobre filho foi assassinado em MG

Via Redação | Publicado por Administrador | às 17:40:30

Mulher de 39 anos, mãe de Fábio Ribeiro Acosta, 24, descobriu que o filho foi encontrado morto em Minas Gerais, na tarde desta quarta-feira (27), quando estava Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro registrando o desaparecimento do rapaz.

Conforme relatado pela mãe, desde a sexta-feira passada, dia 22, ela não tinha contato com Fábio. Ele foi assassinado com três tiros na cabeça.

A mulher, moradora do Jardim Centro-Oeste, na Capital, narrou que recebeu uma mensagem, no fim da manhã de hoje, pela página do filho no Instagram, pedindo R$ 5 mil. O texto dá a entender que o rapaz havia sido sequestrado e diz que se o valor não fosse enviado até às 15h desta quarta-feira, vídeo do filho sendo assassinado seria enviado para ela.

A mãe diz tentou contato com o Fábio, mas o celular dele só dava sinal de desligado. Como o filho mora em Sanga Puitã, no Paraguai, a mulher conta que tentou ajuda com um irmão dela e o tio informou que o sobrinho havia viajado para Belo Horizonte (MG). Já um amigo do rapaz disse à mãe que Fábio tinha ido para São Paulo (SP) e que já estava em ônibus para voltar para casa, mas com o celular quebrado.

A mulher pediu socorro à polícia local para verificar se era golpe, mas quando estava na Depac, recebeu mensagem de número com o DDD 31 informando do IML (Instituto Médico Legal) de Belo Horizonte e que Fábio Acosta estava morto. O texto estava acompanhado de foto da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) do filho.

Consta no boletim de ocorrência que a delegada Gabriela Stainle Pacetta foi acionada para verificar a veracidade das informações e em contato com o DHPP (Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa) da capital mineira, descobriu que Fábio havia sido encontrado morto naquela cidade e o corpo estava no IML.

Conforme matéria divulgada em site da rádio 95,7 FM de Belo Horizonte, o corpo do sul-mato-grossense foi encontrado na noite dessa terça-feira, 26, no Bairro Paulo Sexto, na região Nordeste da capital mineira.

Partes do cadáver estavam queimadas. Além disso, numa das mãos do rapaz havia um baseado (cigarro de maconha), o que faz a polícia de Belo Horizonte acreditar que ele tenha sido vítima de emboscada que no mundo do crime é chamada de “casinha”.

A DHPP investiga se o homicídio tem relação com o tráfico de drogas. Fábio Acosta tem passagem 2019 relacionada ao transporte de entorpecentes, segundo a delegada da Capital, e a mãe dele não sabia explicar porque o filho iria a Belo Horizonte. Ela ficou bastante abalada com a notícia.

O caso ficou registrado na Depac do Centro como extorsão mediante sequestro. (Campo Grande News)

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest