Publicidade

PMCG
CORONAVÍRUS - Covid-19

Idoso que morreu por covid-19 tinha câncer e estava em tratamento em SP

Via Redação | Publicado por Administrador | às 11:48:35

O primeiro óbito por novo coronavírus (covid-19) em Vicentina, a 251 quilômetros de Campo Grande, é de homem de 62 anos, que tinha câncer terminal e contraiu a doença em Barretos (SP), onde fazia tratamento. O filho, de 37 anos, também atestou positivo para a doença e está em isolamento domiciliar.

Essa é a 12ª morte registrada no Estado em decorrência do vírus.

A secretária Municipal de Saúde, Josiane de Oliveira, disse ao Campo Grande News que a morte aconteceu no dia 1º de maio, mas ainda estava sob análise nas últimas semanas para que o caso pudesse entrar no boletim como caso confirmado. Mesmo não tendo contraído a doença em MS, é registrado na cidade onde a pessoa era residente.

Segundo a secretária, dias antes dele ter contraído coronavírus, a família já tinha sido informada da gravidade do avanço do câncer e estava se preparando para a pior notícia. Josiane explica que o corpo do idoso foi transladado para Vicentina e sepultado sem velório.

Depois que foi atestado que o homem havia contraído a doença, o filho de 37 anos que o acompanhava no tratamento foi submetido ao teste rápido, que deu positivo. Sem sintomas graves, voltou para Jateí, onde reside sozinho, e está na fase final do cumprimento do período de isolamento domiciliar.

Josiane disse que a prefeitura falou sobre o caso no dia 1º de maio, em uma live nas redes sociais, para evitar que boatos pudessem causar pânico entre os moradores da cidade de 6,1 mil habitantes.

A prefeitura também adotou medidas mais rígidas para evitar a disseminação da covid-19. Desde ontem, o uso de máscaras, então recomendado, agora é obrigatório nas ruas de Vicentina, passível de multa de R$ 50 por pessoa.

No caso de flagrante de clientes em estabelecimentos comerciais, o proprietário é penalizado com multa de R$ 500, acrescido de R$ 50 para cada pessoa que estiver sem máscara no local. Desde março, a prefeitura também adotou toque de recolher, das 20h às 5h.

O município não tem leito de UTI com respirador e, caso algum paciente de covid-19 tenha o quadro agravado, será transportado para Dourados.

Fonte: Campo Grande News

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest