Publicidade

COVID
Lugar de Mulher e na Política

Essa “MULHER” representa sem dúvida nenhuma a Força e Garra da MULHER SUL-MATO-GROSSENSE!

Via | Publicado por Administrador | às 07:27:29

Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias é uma mulher dinâmica e de grande visão. Foi executiva, esteve à frente de diversas associações e conselhos voltados para a área rural e foi uma das maiores responsáveis pelo desenvolvimento do Estado, como secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo do Mato Grosso do Sul (Seprotur) de 2007 a 2014 .

Tereza iniciou sua vida profissional ainda muito jovem. Após formar-se em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa (Minas Gerais), mudou-se para São Paulo trabalhando em diversas empresas multinacionais do setor de alimentos. Um dos destaques dessa fase foi a introdução da raça Brangus no Brasil.

Retornando para o Mato Grosso do Sul, assumiu a administração dos negócios da família, onde segmentou os negócios e profissionalizou a gestão. Por seu dinamismo, foi convidada a atuar nas diretorias da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso do Sul (Aprosul), da associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul) e dos Sindicatos Rurais de Sonora, Terenos e Campo Grande

Por sua atuação em busca do desenvolvimento de MS, Tereza se tornou membro das Comissões do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), de Agricultura e Pecuária da Famasul, do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI), Estadual de Nutrição Animal de Mato Grosso do Sul e do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (Codecom).

A dedicação à área pública sempre esteve presente em sua família. Tereza é bisneta de Pedro Celestino Corrêa da Costa e neta de Fernando Corrêa da Costa, ex-governadores de Mato Grosso (ainda estado uno).

Com Tereza, Mato Grosso do sul, que sempre teve seu desenvolvimento calcado na área agropecuária, passou a diversificar e modernizar os setores da indústria, do comércio e dos serviços.

Como Secretária de Estado, com grande visão empresarial, fez a agricultura no Estado do Mato Grosso do Sul crescer mais de 12% por ano durante o tempo em que esteve à frente da Secretaria. Em sua gestão, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) reconheceu todo o Mato Grosso do Sul como área livre de febre aftosa, promovendo uma economia de mais de R$ 80 milhões todos os anos para o Estado.

A industrialização do Estado foi outro grande fator onde Tereza Cristina teve atuação fundamental. A atração de grandes empresas, a disposição do estado em recebê-las e o aumento no número de empregos formados foram destaques em sua gestão

As ações do Governo do Estado, lideradas pela SEPROTUR, resultaram em 14.279 novas empresas ativas (RAIS). Estas empresas, junto com a expansão das já existentes, geraram 178.508 novos empregos, um crescimento de 40,7%, em apenas seis anos. Este desenvolvimento se deu pela credibilidade e pelas centenas de reuniões nacionais e internacionais que TEREZA realizou divulgando o Estado em busca de investidores.

Alguns exemplos do resultado da atuação de TEREZA mostram sua atitude e competência: mais de 70.000 famílias foram atendidas pela agricultura familiar e tiveram à sua disposição 200% a mais de créditos para investimentos; MS expandiu suas exportações de US$ 1 bilhão em 2006 para US$ 5,25 bilhões em 2013; o número de turistas aumentou em média 10% ao ano; Bonito foi eleita o Melhor Destino de Turismo Responsável do Mundo em feira mundial de Londres entre diversas outras conquistas.

Além disso, a credibilidade de TEREZA fez com que fosse eleita Presidente do Fórum de Secretários da Agricultura do Brasil, honrando, novamente, o nome de Mato Grosso do Sul.

Só para você ter uma ideia do impacto do trabalho de TEREZA para o crescimento do Estado, o PIB passou de R$ 24,34 bilhões em 2006 para R$ 61,44 bilhões (estimativa SEMAC), em 2013. Isso representa um crescimento de 152,42% em apenas 7 anos, contra 104,22% do Brasil, ou seja, Mato Grosso do Sul cresceu quase 50% a mais que o país.

Além dos novos empregos, o crescimento espetacular do PIB estadual fez com que o salário médio do trabalhador do Estado crescesse de R$ 1.195,30, em dezembro de 2007, para R$ 1.917,16 em dezembro de 2012, últimos números oficiais. O salto foi de 60,39% contra 31,88% de inflação.

Esses números são frutos do trabalho de TEREZA CRISTINA por MS, antes de ser nossa Ministra da Agricultura.

Tereza conseguiu trazer dezenas de patrulhas mecanizadas para atender a agricultura familiar. Foram investidos mais de R$ 8 milhões para compra de equipamentos e implementos agrícolas que beneficiam diariamente o pequeno produtor de Mato Grosso do Sul. A parlamentar ainda é responsável por trazer recursos que recuperaram pontes e estradas vicinais, melhorando o escoamento da produção.

A MINISTRA

Agricultura familiar

Tereza conseguiu trazer dezenas de patrulhas mecanizadas para atender a agricultura familiar. Foram investidos mais de R$ 8 milhões para compra de equipamentos e implementos agrícolas que beneficiam diariamente o pequeno produtor de Mato Grosso do Sul. A parlamentar ainda é responsável por trazer recursos que recuperaram pontes e estradas vicinais, melhorando o escoamento da produção.

Levar água ao campo do Mato Grosso do Sul tem sido prioridade de Tereza Cristina na Câmara Federal. Através de parcerias Tereza já trouxe R$ 33 milhões para implantação de redes de água na área rural e saneamento nas cidades.

Para ela é fundamental que o Poder Público e a sociedade valorizem, a cada dia, a agricultura familiar com mais recursos no orçamento e com políticas públicas que atendam a todos os segmentos desses pequenos produtores.

São mais de R$ 125 milhões em emendas que Tereza Cristina conseguiu trazer para Mato Grosso do Sul com investimentos no agronegócio, agricultura familiar, saúde e saneamento, infraestrutura, educação e tantos outros.

Agronegócio

Tereza Cristina foi a grande responsável pela eliminação da febre aftosa com vacinação no Estado de Mato Grosso do Sul. Realizou campanha em 2007 para combater a doença no Estado e recentemente acompanhou em Paris, durante a 86ª reunião da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) o recebimento do certificado que confere ao Brasil o status de livre da febre aftosa com vacinação.

Para que este setor fique cada dia mais forte o trabalho desenvolvido por Tereza Cristina tem apresentado impactos para lá de positivos em todo Mato Grosso do Sul e gerado mais renda para os comerciantes.

Comércio

No setor de comércio e serviços os números são representativamente bons:

– abertura de 178 mil vagas de emprego;

– salário médio aumentou 60,39% contra 31,88% de inflação;

– cursos de capacitação em todas as regiões;

– incentivos de até 67% do ICMS;

Tereza Cristina já garantiu R$ 850 mil em emendas para ajudar na construção do Hospital da Mulher e da Criança em Dourados. Trouxe outros R$ 23,3 milhões para a saúde que foram aplicados em custeio nos municípios, aquisição de consultórios odontológicos, reforma e ampliação de Unidades de Saúde, compra de equipamentos modernos, ambulâncias, aparelhos de ultrassom, incubadora móvel, mamógrafo, entre tantos outros.

Turismo

Em Campo Grande a saúde também recebeu atenção especial da deputada federal Tereza Cristina. A parlamentar destinou emenda para a reforma e ampliação do prédio do Hemosul e o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, compra de equipamentos e aparelhagem do Hospital do Câncer Alfredo Abraão e para o Hospital Nosso Lar.

– as exportações saltaram de US$ 1 bilhão para US$ 5,25 bilhões.

Tereza Cristina tem se mantido em campo pelo desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Com ela o Estado cresceu acima da média, no período em que esteve à frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo do Mato Grosso do Sul (Seprotur), de 2007 a 2014.

Desenvolvimento

Mais de 14.279 novas empresas vieram para Mato Grosso do Sul, sendo 2.600 novas indústrias. Noventa mil novos empregos foram gerados somente no setor industrial e as empresas que aqui se instalaram abriram um número bem maior de novas vagas. No período foram criados 178.508 novos postos de trabalho com o trabalho desenvolvido por Tereza Cristina.

Como deputada federal Tereza é responsável por trazer R$ 26 milhões em emendas para infraestrutura nas cidades, atraindo mais desenvolvimento, mais empresas e mais empregos para os sul-mato-grossenses.

Tereza Cristina articulou com a bancada de MS o investimento de R$ 10 milhões para construção da sede do curso de Medicina Veterinária da UFMS; conseguiu a autorização do Ministério da Educação para instalação de curso de Medicina em Ponta Porã e Corumbá. Ela ainda tem buscado recursos para implantação do curso de Arquitetura e Urbanismo no Campus de Naviraí.

Educação

A deputada ainda garantiu a destinação de 75 computadores para escolas municipais e estaduais de 8 municípios. Os equipamentos estão ajudando na formação de alunos da educação básica e do ensino fundamental. Ação essencial para inclusão digital de crianças e jovens sul-mato-grossenses.

Com Tereza no comando da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo (Seprotur), o Estado conheceu todo este potencial industrial recebendo 2.600 novas indústrias, a maior parte delas, captadas pela própria Tereza Cristina. Ela ainda ajudou a diversificar a produção, aumentar as exportações, modernizar tecnologias e fez crescer a oferta de emprego neste período.

Indústria

Trouxe empresas que transformaram Três Lagoas no polo mundial da celulose. Indústrias como a Fibria e a Eldorado Brasil, que fez crescer o número de trabalhos formais e informais e ajudou a diversificar a matriz econômica de Mato Grosso do Sul, foram trazidas graças ao esforço e empenho de Tereza Cristina. A cidade ainda viu aumentar o lucro do comércio e absorveu mão-de-obra local. Fábricas que foram responsáveis pelo aumento da área plantada de eucalipto no Estado devido ao grande consumo da matéria prima.

Tereza conquistou mais um grande empreendimento para seu Estado, sendo também responsável pela vinda da fábrica de proteínas de soja da ADM (Archer Daniels Midland Company), a primeira construída fora dos Estados Unidos e a primeira da América Latina, instalada em Campo Grande. A unidade já operava na Capital depois de adquirir a primeira fábrica de processamento de soja e produção de óleo existente no Estado. A expansão da fábrica este ano (2018) assegurou 140 novos postos de trabalho.

Os números positivos que Tereza Cristina conseguiu imprimir em Mato Grosso do Sul são expressivos:

– instalação de 14.279 novas empresas

– criação de 178.508 novos empregos

– Bonito foi eleito o Melhor Destino de Turismo Responsável do Mundo

– MS se tornou o 5º maior produtor de grãos do País, passando de 6,4 mi para 13,6 mi de toneladas

– exportação de carne bovina passou de R$ 4,6 bilhões para R$ 6,2 bilhões

– o PIB do Estado teve aumento de 152%, maior crescimento do Centro-Oeste e quase 50% maior que o registrado no Brasil.

Municipalista convicta, a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) tem olhado a necessidade de cada prefeito na hora de atender as demandas que chegam até ela. Com direito a R$ 51 milhões em emendas parlamentares, em seu primeiro mandato como deputada federal, Tereza já conquistou 145% a mais de verbas para para estabelecer parceria com o Executivo estadual e prefeituras de municípios de Mato Grosso do Sul.

Municípios

Campo Grande e região (maquinário e equipamento agrícola, reforma do Hemosul, equipamentos de última geração para o Hospital do Câncer Alfredo Abrão, recursos para o Hospital Regional e Nosso Lar, pavimentação, água para assentamentos e computadores para escolas. ,

Mais de R$ 21,8 milhões

Conesul (pavimentação, água para assentamentos, patrulha mecanizada, infraestrutura urbana, equipamentos para o Corpo de Bombeiros, caminhão de lixo)

Mais de R$ 13,5 milhões

Costa Leste (custeio unidades de saúde, equipamentos cirúrgicos, pavimentação, água para assentamentos, esgoto, infraestrutura urbana, caminhão de lixo)

Mais de R$ 17,8 milhões

Fronteira (patrulha mecanizada, água para assentamentos, recuperação estradas vicinais, dinheiro para custeio na saúde, infraestrutura urbana, caminhão de lixo)

Mais de R$ 9,8 milhões

Grande Dourados (ambulância, água para assentamentos, construção sede DOF, patrulha mecanizada, maquinários agrícolas, construção de abatedouro de frango, caminhão de lixo)

Mais de R$ 10,7 milhões

Norte (pavimentação, água para assentamentos, patrulha mecanizada, mamógrafo, ampliação UBS, reaparelhamento do Corpo de Bombeiros, caminhão de lixo)

Mais de R$ 21,8 milhões

Pantanal (patrulha mecanizada, água para assentamentos, maquinários agrícola, pavimentação, recuperação de estradas vicinais, computadores para escolas, caminhão de lixo)

Mais de R$ 9,3 milhões

Sudeste (pavimentação e drenagem, esgoto, água para assentamentos, equipamento de ultrassom, caminhão de lixo)

Mais de R$ 6,9 milhões

Vale do Ivinhema (asfalto, custeio saúde, água para assentamentos, equipamentos agrícolas, construção de pontes, ambulância, infraestrutura urbana, caminhão de lixo)

Mais de R$ 8,9 milhões

Novos investidores, indústrias, empresas e tantos outras conquistas foram contabilizadas pelo setor produtivo através dos incentivos e ações encabeças por Tereza para o MS.

Produção

Todo este crescimento se deve a uma política de incentivos fiscais e a ampliação da malha logística por meio de um projeto estratégico de desenvolvimento sustentável, responsável por alavancar a produção agrícola em uma área de 3,2 milhões de hectares.

– PIB passou de R$ 24 bi para R$ 61 bilhões em 7 anos

– mais de 310 empresas beneficiadas por incentivos que investiram R$ 13,8 bilhões e tiveram até 67% em abatimentos do ICMS

– crescimento de 216% no setor industrial

– mais de 90 mil empregos diretos

– usinas de álcool passaram de 11 para 22

– com um rebanho de 22 milhões de cabeça/ano, o abate de bovinos do Estado chegou a 4 milhões/ano

– com 65 mil matrizes instaladas, o abate de suínos foi de 1,3 milhão/ano

– e o abate de aves chegou a 150 milhões/ano

– cursos de capacitação em todas as regiões

– ampliação do comércio com outros países

– as exportações saltaram de US$ 1 bilhão em 2006 para US$ 5,25 bilhões em 2013.

Tereza Cristina já garantiu R$ 850 mil em emendas para ajudar na construção do Hospital da Mulher e da Criança em Dourados. Trouxe outros R$ 23,3 milhões para a saúde que foram aplicados em custeio nos municípios, aquisição de consultórios odontológicos, reforma e ampliação de Unidades de Saúde, compra de equipamentos modernos, ambulâncias, aparelhos de ultrassom, incubadora móvel, mamógrafo, entre tantos outros.

Saúde

Em Campo Grande a saúde também recebeu atenção especial da deputada federal Tereza Cristina. A parlamentar destinou emenda para a reforma e ampliação do prédio do Hemosul e o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, compra de equipamentos e aparelhagem do Hospital do Câncer Alfredo Abraão e para o Hospital Nosso Lar.

Tereza é responsável por assegurar recursos importantes para a segurança pública como a construção de sede e reaparelhamento de unidades do Corpo de Bombeiro e Equipamentos de Proteção Individual (EPI), é responsável por destinar parte do recursos para construção da sede do Departamento de Operações de Fronteiras – DOF em Dourados, local que vai contribuir com a segurança na fronteira de Mato Grosso do Sul e contribuir com controle efetivo da criminalidade do Estado.

Segurança

Com emenda da deputada Tereza Cristina 6º subgrupamento de Bombeiros Independentes de Naviraí conseguiu comprar uma viatura de auto salvamento. O veículo é preparado para superar obstáculos com mais facilidade e equipado para o atendimento de ocorrências de incêndios florestais nas áreas de reservas municipais, estaduais e federais, sendo o primeiro a atender ocorrências deste tipo no Estado.

Essa “MULHER” representa sem dúvida nenhuma a Força e Garra da MULHER SUL-MATO-GROSSENSE!

PARABÉNS pelo nosso Dia da Mulher, Ministra!

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest