Capital

De graça, Defensoria abre inscrições de cursos para mulheres com certificação

Projeto realizada aulas até dia 29 de abril, em escola no Bairro Moreninha III; interessadas devem acessar página na internet

Via redação | Publicado por Administrador | às 16:43:31

Até dia 29 de abril, interessadas em uma nova experiência pessoal e profissional podem se inscrever em um dos cursos oferecidos pela Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, de graça. A 2ª edição do curso “Em Defesa Delas no Bairro”, foi lançada na última quarta-feira (11), na Moreninha III, e as aulas serão realizadas na Escola Estadual Aracy Eudociak.

Quem participar e obter, pelo menos, 75% de frequência em um dos cursos receberá um certificado. A proposta dos cursos, segundo o órgão, é orientar mulheres e promover amplamente o enfrentamento da violência gênero. A primeira turma do curso foi realizada em 2019.

“Atingimos um dos principais objetivos da Defensoria Pública, que é estar próxima às comunidades, promovendo o acesso ao direito. Por isso, vamos levar essa iniciativa, já no primeiro semestre de 2020, para um novo bairro, com a intenção de compartilhar ainda mais informações”, avalia a coordenadora do Nudem, Thaís Dominato.

Mulheres interessadas devem fazer as inscrições pela internet e se comprometer a participar de todas as etapas de formação do curso, repassar o conteúdo a outras mulheres e utilizá-lo no dia a dia para a transformação social. As aulas trabalham diversos temas para que mudanças de ordem social, política, econômica e cultural aconteçam no meio em que elas vivem.

Para a diretora do projeto ESDP-MS (Escola Superior da Defensoria Pública de MS), defensora pública Camila Maués dos Santos Flausino, levar a educação em direitos até a população mais vulnerável é promover a difusão dos direitos humanos por meio da educação popular.

“O objetivo é fortalecer a rede de proteção e proporcionar - por meio da educação em direitos - a emancipação das mulheres do ciclo de violências. O resultado esperado é que mais mulheres se informem adequadamente sobre os seus direitos e se transformem em multiplicadoras desse conhecimento”, diz.

Serviço - O curso será realizado na Escola Estadual Professora Maria de Lourdes Widal Roma, localizada na Rua Anacá, 780, no Bairro Moreninha III. A carga horária será de 16 horas e as aulas acontecem sempre às quartas-feiras, das 19h às 21h, do dia 11 de março até 29 de abril.

Confira a programação 2020:

11 de março

19h: Abertura

19h20: Organização das Mulheres e Feminismo

Palestrante: Psicóloga Keila de Oliveira Antônio

18 de março

19h: A Lei Maria da Penha na prática

Palestrante: Defensora Pública Edmeiry Silara Broch Festi

20h10: Feminicídio

Palestrante: Defensora Pública Graziele Carra Dias

25 de março

19h: Preconceito em razão da orientação sexual – LGBTfobia

Palestrante: Defensor Público Mateus Augusto Sutana e Silva

20h10: Fundamentalismo religioso e os prejuízos para as políticas públicas Palestrante: Primeira Subdefensora-Geral Patrícia Elias Cozzolino de Oliveira

01 de abril

19h: O preconceito em razão da raça e etnia

Palestrante: Defensora Pública Camila Maués dos Santos Flausino

20h10: Assistência humanizada na gestação, parto e pós-parto e a violência obstétrica

Palestrante: Assistente Social Elaine de Oliveira França

08 de abril

19h: Assédio sexual e moral contra a mulher nos espaços públicos e privados

Palestrante: Doutora em Serviço Social Estela Marcia Rondina Scândola

15 de abril

19h: O ciclo de violência e o que acontece depois da separação (uma abordagem do Direito de Família)

Palestrante: Defensora Pública Thaís Dominato Silva Teixeira

20h10: Noções gerais do Direito de Família

Palestrante: Defensora Pública Pollyana de Siqueira Oliveira

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest