Leilão

Com deságio de 45%, linha de transmissão é leiloada em MS com receita de R$ 38,2 milhões

Via Redação | Publicado por Administrador | às 10:54:10

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) leiloou com deságio de 45,74% na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, nesta quinta-feira (30) 291 quilômetros de linha de transmissão de energia elétrica de Mato Grosso do Sul e mais outros 12 lotes em 12 estados. A Neoenergia arrematou o lote de MS com Receita Anual Permitida de R$ 38,2 milhões.

As empresas vencedoras do leilão terão de concluir as obras entre 42 a 60 meses, contados da assinatura dos contratos. Já o prazo de concessão das linhas será de 30 anos.

Pelas regras, venceu cada lote a empresa que oferecesse a menor proposta de RAP máxima (Receita Anual Permitida de referência) a ser paga pelo empreendimento. Ou seja, com o maior deságio em relação ao valor de referência.

As empresas que ficarão responsáveis por construir, operar e manter as linhas, que somam um total de 5.425 quilômetros e uma capacidade de 6.180 mega-volt-ampères (MVA).

O Governo Federal conseguiu o investimentos da ordem de R$ 15,3 bilhões estimado espera geração de 31.419 empregos diretos distribuídos entre os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

A rede de transmissão interligará o sistema elétrico entre os municípios de Chapadão do Sul, Paraíso das Águas e Campo Grande.

“Ao término das obras será feita a conexão da Rede do Sistema Interligado Nacional com a rede de distribuição da Energisa no município de Paraíso das Águas, assim como permitirá a conexão da pequena central hidrelétrica de Fundãozinho (22MW), situada em Chapadão do Sul”, explicou Eliane Detoni, secretária especial do Escritório de Parcerias Estratégicas, vinculado à Secretaria de Governo e Gestão Estratégica do Governo do Estado.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest