MUNDO BICHO

Carpa de duas cabeças e quatro olhos é achada em lago e apelidada de ‘peixe de Chernobyl’, assista

Via | Publicado por Administrador | às 05:02:53

Um peixe encontrado em um lago é portador de mutações assustadoras, com duas cabeças e quatro olhos. O animal foi identificado como uma carpa asiática e foram levantadas teorias de que as anomalias teriam sido causadas pela contaminação do lago, que não teve a localidade divulgada.

O vídeo do animal inusitado foi compartilhado no perfil OddIy Terrifying (“estranhamente aterrorizante”, em tradução livre), no Twitter. O grande peixe estava vivo na mão de quem, provavelmente, o pescou no lago.

Os especialistas que assistiram à gravação não puderam afirmar se o animal sofreu algum tipo de contaminação, mas conseguiram notar que o peixe estava vivo e saudável.

Timothy Mousseau, biólogo da Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, esclarece que a chance de o peixe estar nessas condições após contaminação é improvável. “A maioria das mutações induzidas por radiação leva a um menor crescimento, sobrevivência e fertilidade. A maioria desses ‘mutantes’ não vive o suficiente para ficar tão grande. A maioria é mais lenta, menos capaz e, portanto, mais propensa a ser comida ou morrer do que indivíduos ‘normais’”, explica Mousseau.

Para determinar o que aconteceu exatamente com o caso específico desse peixe, são necessários muita pesquisa e experimentos. Timothy, que já realizou pesquisas em Chernobyl e Fukushima, locais em que ocorreram acidentes nucleares, explica: “Em nossos estudos, examinamos centenas, muitas vezes milhares, de indivíduos antes de podermos sugerir que a radiação foi a causa”.

Alguns usuários do Twitter apontaram as anomalias do peixe como mutações por contaminação, e apelidaram o animal de “peixe de Chernobyl”. Outros acreditam que a suposta segunda boca do peixe é, na verdade, uma ferida que não cicatrizou de maneira correta.

O par de olhos extra da carpa asiática foi identificado como as narinas do peixe, que são comuns na espécie, por alguns internautas.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest