Publicidade

covid
Café e Conteúdo

Cadê o dinheiro Governador?

Via | Publicado por Administrador | às 07:19:55

Nos últimos dias, não se fala em outra coisa nas redes sociais que não seja os famosos e supostos ” R$ 11,9 bilhões” que grupos de oposição, alegam que o governo federal tenha repassado ao governo de Mato Grosso do Sul.

Conforme dados do Portal da Transparência, em 2020 o Governo do Estado recebeu R$ 2,9 bilhões do repasse do Governo Federal, a maioria fruto de transferências constitucionais obrigatórias, contudo a equipe técnica do executivo esclarece que essa quantia soma os recursos repassados diretamente para os municípios (R$ 5,2 bilhões) e o auxílio direto aos cidadãos (R$ 3,4 bilhões), valores que não entram no caixa estadual.

Além disso, para ações de enfrentamento à Covid-19, Mato Grosso do Sul recebeu R$ 190 milhões. A aplicação dos recursos foi totalmente direcionada para área da saúde, conforme consulta pública disponível no Portal da Transparência.

Inconformado com os fake news, o governador Reinaldo Azambuja publicou nesta sexta-feira em sua página no facebook uma prévia prestação de contas,

leia na íntegra

O Governo Federal repassou em 2020, R$ 2,9 bilhões para o Governo de Mato Grosso do Sul e não R$ 11,9 bilhões. Essa é a verdade registrada no balancete estadual. São transferências obrigatórias e constitucionais.

A maior parte desses recursos foram direto para as prefeituras e para os cidadãos, em forma de auxílio que não temos controle ou conhecimento.

Os recursos exclusivos para combater a Covid-19 somaram R$ 190 milhões que estamos aplicando com rigor e prestando contas no Portal da Transparência.

Vale ressaltar que em 2020, a arrecadação federal no estado chegou a R$ 10 bilhões, dinheiro gerado e pago pelos sul-mato-grossenses.

Além da gravidade da pandemia, é preciso combater outra doença: os ataques radicais com base em mentiras e notícias falsas, as conhecidas fake news.

O ministro da propaganda na Alemanha Nazista, Paul Joseph Goebbels, disse certa vez: “Uma mentira dita mil vezes torna-se verdade.” Essa fatídica frase nos leva a refletir sobre as funções das mentiras ou notícias falsas nos dias atuais.

Precisamos sim estar atentos e sermos fiscais dos políticos que elegemos, mas acusar sem prova torna-se crime.

As mentiras que se apresentam nas mídias sociais seguem a mesma linha propagandística de Goebbels, que fazia o uso da glorificação da violência e da discriminação das minorias.

Essas estratégias se repetem em relação à pandemia do coronavírus e seus resultados são letais. O problema é que as notícias falsas são difundidas nas redes sociais, como se fossem um “bem maior” e verdadeiras, mas estão sendo contraditadas e desmentidas pela ciência e pelo jornalismo.

Portanto, não podemos esquecer que durante a história da humanidade, as mentiras deram origem às doenças psíquicas e causaram sofrimento e morte na sociedade. Enfim, é dever dos homens e mulheres de boa vontade lutar pela verdade, porque as mentiras cedo ou tarde aparecerão, mesmo que ditas mil vezes.

Fiquem atentos….

(Alcina Reis)

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest