Publicidade

pmcg
VACINA

Brasil chega à marca de 100 milhões de vacinados com a 2ª dose

Via Redação | Publicado por Administrador | às 16:32:20

O Brasil atingiu, nesta quarta-feira (13), a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas com as duas doses de uma vacina anti-Covid, ou com um imunizante de dose única, segundo os dados do Ministério da Saúde. O total corresponde a 47% da população.

De acordo com o Localiza SUS, mais de 149 milhões de pessoas já receberam ao menos uma dose, cerca de 70% dos brasileiros, sendo que 42,3% das vacinas aplicadas são da AstraZeneca e 31,5% da CoronaVac. Os imunizantes da Pfizer e da Janssen correspondem a 24,2% e 1,9% das aplicações, respectivamente.

O avanço da vacinação já reflete nos números de controle da pandemia. Este mês, o país ultrapassou 600 mil mortes causadas pela Covid-19. Deste total, 400 mil ocorreram apenas no primeiro semestre desse ano, quando a cobertura vacinal estava em torno de 11%. Depois que a campanha de imunização engrenou, a partir de junho, quando a contagem atingiu 500 mil óbitos, os últimos 100 mil ocorreram em um período de quatro meses.

A taxa de transmissão do coronavírus no Brasil também caiu e é a menor desde abril de 2020, mostra um levantamento do Imperial College, de Londres, o qual estima que 10 pessoas contaminadas ainda podem transmitir o SARS-CoV-2 para outras 6.

Além disso, o último Boletim Observatório Covid-19 da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) indica que há uma tendência de queda das taxas de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) reservados para pacientes adultos com Covid-19 no SUS.

A dose de reforço para idosos, pessoas imunodeprimidas, aquelas que apresentam alguma deficiência no sistema imunológico, e profissionais da saúde começou a ser aplicada em setembro.

No entanto, na contramão dos números positivos, o Ministério da Saúde alerta que mais de 17 milhões de pessoas não voltaram na data marcada para receber a segunda dose da vacina.

“A Pasta reforça a importância da segunda dose para garantir a máxima proteção dos brasileiros, principalmente, contra as novas variantes. A orientação é completar o esquema vacinal da Covid-19 para que o caráter pandêmico da doença seja superado no país”, disse a pasta por meio de nota.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest