Publicidade

ALEMS
Brasil

Auxílio para trabalhadores informais será elevado a R$ 300, diz secretário

Benefício está dentro do pacote anunciado na semana passada por Guedes para tentar mitigar os impactos da pandemia de coronavírus na economia

Via Redação | Publicado por Administrador | às 16:25:07

Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) realiza audiência pública interativa para tratar sobre o endividamento dos estados e os repasses da Lei Kandir, bem como para a apresentação das diretrizes e dos programas prioritários do Ministério da Economia. À mesa, secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida.

Adolfo Sachsida, secretário de política econômica (arquivo) (Jefferson Rudy/Agência Senado)

O governo pretende aumentar o valor do auxílio a trabalhadores informais e autônomos de baixa renda de R$ 200 para R$ 300, disse nesta quarta-feira, 25, o secretário de política econômica, Adolfo Sachsida, em conversa transmitida ao vivo pela corretora Necton.

O benefício está dentro do pacote anunciado na semana passada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para tentar mitigar os impactos da pandemia de coronavírus na economia. Na ocasião, foi dito que a concessão direta desses recursos teriam o custo de R$ 5 bilhões por mês, pelo prazo de três meses, levando o total da investida a R$ 15 bilhões.

A equipe econômica do governo tem dito que as medidas têm sido liberadas aos poucos, devido a rapidez com a qual tem mudado o cenário. Mais anúncios são esperados para os próximos dias.

Até agora, o governo já prometeu destinar R$ 179,6 bilhões de reais para os mais vulneráveis. O valor, que não prevê o aumento da parcela anunciado pelo secretário, abrange também a antecipação do abono salarial e do 13º dos aposentador e pensionistas, o adiantamento de 25% do seguro-desemprego do trabalhador que tiver jornada e renda reduzidos, e no reforço ao programa Bolsa Família. Veja aqui o que já foi anunciado até agora.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest