Publicidade

outubro
Interior

Antes de roubar aviões, bando gastou R$ 5 mil em “zona” e se divertiu nadando

Via Redação | Publicado por Administrador | às 16:10:55

Antes de render funcionário e roubar três aeronaves de um hangar em Aquidauana, criminosos investigados pela polícia fizeram verdadeira “farra” na cidade nos dias que antecederam o crime. Além de ir a festas, restaurantes e contratar faxineira para limpar a casa em que estavam, parte do grupo gastou R$ 5 mil em uma casa de prostituição da cidade.

O caso é investigado pelo Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado). Informações repassadas ao Departamento apontam que os assaltantes estavam há cerca de seis dias na cidade.Eles circulavam tranquilamente e não faziam questão de se esconder. Imagens que a polícia teve acesso mostram, inclusive, parte do bando em dia de lazer, tomando banho e consumindo bebida alcoólica no Rio Aquidauana.

No primeiro vídeo é possível notar três dos criminosos em um lado do rio, comentando sobre outros três, na outra margem. Em seguida, todos já aparecem no mesmo local, sentados na areia às margens do Aquidauana.

Pela cidade, há relatos de que os suspeitos tenham passado em mercados, lanchonetes, e na boate onde se divertiram em “noitadas’‘. Os valores usados pelos criminosos impressionam e agora, a polícia vai averiguar de onde partiu o dinheiro que financiou o assalto.

A casa usada pela quadrilha fica na Rua Murilo Benício Mendes, na região central de Anastácio. A residência foi deixada bem bagunçada pelos criminosos. Roupas e sapatos estavam espalhados pelo chão, havia louça suja na cozinha. Em cima da pia, várias latas de cerveja e no balcão, uma garrafa de água para tereré.

Prisões - Foram presos pelo crime Ivanildo da Silva Dias, o “Nego”, Roger Breno Wirmond dos Santos, de 22 anos, conhecido como “Zóio”, e Cristhofer Cristaldo Rocha, de 20, capturados menos de 12h após o roubo.

Uma semana antes do crime, Ivanildo foi visto armado com os outros dois comparsas. Ele é o proprietário do veículo Fiat Pálio usado para levar os assaltantes até o aeroclube no dia do roubo e também, é o dono de uma motocicleta que usada para tirar fotografias do local dias antes.

Os outros dois ficaram responsáveis pelo monitoramento do aeroporto e teriam até fornecido as armas usadas no crime.

Líder - Foragido desde junho, após protagonizar fuga misteriosa do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, a Máxima de Campo Grande, Laudelino Ferreira Vieira, o “Lino”, aparece como um dos mandantes do roubo das três aeronaves. O nome dele foi citado por Cristhofer, que também culpou Lazaro da Silva Ramires, já preso e processado por crimes de tráfico de drogas e furto qualificado, como uma das mentes pensantes do plano.

Crime - Foram levados um avião Bonanza Modelo V35B (matrícula PT-ING) e dois Cessna Modelo 182 (matrículas PT-KDI e PT-DST). Conforme apurado pela reportagem com base no Registro Aeronáutico Brasileiro, a primeira aeronave pertence a Zelito Alves Ribeiro, irmão do prefeito de Aquidauana, Odilon Ferraz Alves Ribeiro (PSDB). O segundo avião, com matrícula PT-KDI, está em nome da empresária Liliane Paschoaletto Trindade. As informações são do Campo Grande News

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest