Publicidade

outubro
Capital

Alunos de autoescola pagam e ficam sem CNH após mensagem de portas fechadas

Via Redação | Publicado por Administrador | às 11:59:21

Cerca de 70 alunos da Autoescola Brandão e Santos receberam a mensagem de que o estabelecimento estava sendo fechado por tempo indeterminado para solucionar problemas com documentação. Os consumidores já haviam comprado as aulas e não conseguiram respostas dos proprietários sobre a situação. O caso foi registrado na polícia nesta semana e será investigado como crime de estelionato.

O Campo Grande News recebeu a denúncia do aluno Felipe Gabriel Ferreira Fuentes, 19 anos. Como a maioria das vítimas, ele comprou o pacote no ano passado por R$ 1,7 mil. “Eles sempre me enrolaram para marcar a aula teórica por conta da pandemia. Agora, alguns alunos receberam o comunicado e outros não. Eu fiquei sabendo por outros. Nos reunimos e registramos boletim de ocorrência”, explicou.

Além do grupo de alunos que decidiu entrar com processo contra os administradores, Joice Monteiro e José Benício Farias, outro conseguiu ser transferido para uma autoescola da região. A informação é que a autoescola foi arrendada pela proprietária para os funcionários, já que a empresa está no inventário dos antigos proprietários da Autoescola Grand Prix, que faleceram. Mas o casal que tocava a empresa se mudou da cidade e não atendeu à reportagem.

Segundo o presidente do SINDCFCMS (Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul), Henrique José Fernandes, houve a tentativa de reunião com os representantes da autoescola, mas sem sucesso. “Quando soube que ia fechar pedimos uma reunião para ver a situação. Infelizmente, não foram. Não temos como ajudar quem não quer se ajudar.”

Para os alunos não ficarem desamparados já houve acordo com uma autoescola próxima que já atende 15 alunos apenas para aulas práticas. “Vamos nos reunir essa semana para ver quem pode ajudar para não deixar os alunos na mão. Isso já aconteceu anteriormente e vamos fazer o possível por essas pessoas para concluírem a habilitação”, destacou.

A recomendação de Henrique José para não cair em golpes é não se atrair pelos baixos preços e promoções. “As pessoas vão atrás de preço. Só as taxas do Detran hoje são R$ 900. Isso o aluno tem que pagar, não pode deixar a autoescola recolher. Tem gente que oferta tudo por R$ 1200 a R$ 1700, vira um dinheiro só, para atrair aluno e depois some. É o famoso barato que sai caro. Infelizmente, não tem milagre.”

Apesar não ter uma tabela padrão, o sindicato informa que a média cobrada por uma autoescola confiável para honorários, aulas teóricas e práticas é de R$ 2200 a R$ 2300. “Esse valor não tem problema. O aluno também precisa pesquisar se a empresa tem anos no mercado”, concluiu.

A reportagem não conseguiu o contato dos administradores da autoescola que eles pudessem se manifestar. (CAMPO GRANDE NEWS)

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest