Publicidade

Campanha
Polícia

Quadrilha é desarticulada e polícia apreende 3,6 t de droga e 13 veículos

O quarteto receptava veículos roubados e levava até a fronteira para trocar por drogas que seriam distribuídas para vários estados brasileiros.

Via Redação | Publicado por Redação | às 14:50:19

Quadrilha que atuava há algum tempo na Capital foi desarticulada na quinta-feira (17) e 3,6 t de droga foram apreendidas. A ação foi do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) e resultou na prisão de Sérgio Rodrigues da Costa, 40, Gilberto Melo Martins, 40, Laudimar de Oliveira, 42 e Geovani Fernando Raymundo, 26.

Conforme o Midiamax, o quarteto receptava veículos roubados e levava até a fronteira para trocar por drogas que seriam distribuídas para vários estados brasileiros.

O Garras informou que investigações aconteciam há cerca de três meses, quando receberam denúncia de que dois veículos que teriam sido roubados no Rio de Janeiro e estavam sendo trazidos para Campo Grande.

Durante abordagem na quinta-feira (16), na BR-262, saída para Três Lagoas foi identificado que Laudimar e Geovani estavam em duas caminhonetes, sendo que a polícia descobriu que Gilberto e Sérgio estariam esperando os dois em um veículo Fiat Uno, estacionado num Posto de Gasolina no bairro Maria Aparecida Pedrossian.

De acordo com o Midiamax, o Garras informou que os traficantes, iam até a fronteira em duas camionetes, uma era deixada e a outra abastecida com a droga. Foi identificado que o grupo mantinha um bunker, nas imediações da Fábio Zahran, na Vila América, onde foram encontradas 3,6 toneladas de maconhada e mais três camionetes roubadas.

Nas casas dos suspeitos, que seriam os chefes do esquema (Sérgio e Gilberto), a polícia apreendeu duas camionetes e uma moto esportiva, além de outras duas motos.

Conforme o Midiamax, em uma empresa de guincho, a qual eram sócios, localizada na Vila Piratininga, foi apreendido ainda um caminhão prancha e uma F250. Um total de 13 veículos, com os apreendidos na abordagem.

A polícia informou que os envolvidos levavam uma vida luxuosa, e a suspeita era de que já agindo na Capital há um bom tempo.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Campanha