Publicidade

Anuncie
PROCON

Preço de medicamentos tem variação de mais de 1.385% na Capital

Pelo preço de uma cartela de remédio, consumidor consegue comprar 14 em outra farmácia

Via Redação | Publicado por Redação | às 05:16:57

Preços de medicamentos tem diferença de mais de 1.385% em farmácias e drogarias de Campo Grande, segundo aponta pesquisa da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), divulgada hoje.

Conforme o levantamento, a maior variação foi constatada no preço da cartela com 10 comprimidos de ácido acetil salicílico (AAS) de 100 miligramas, que pode ser adquirido por R$ 1 em uma drogaria e por R$ 14,85 em outra. Ou seja, pelo preço que o consumidor compra uma cartela em uma farmácia, ela poderia comprar 14 do mesmo medicamento em outra.

Outros produtos com diferença considerada elevada são o Dimenidrato (Dramin) 50 miligramas, com 10 comprimidos, que é vendido por preços que vão de R$ 4,74 a R$ 44,68, variação de 842,62%; e o Captopril (genérico) 25 miligramas com 30 comprimidos vendido a R$ 3,91 em uma das farmácias e a R$ 34,30 em uma drogaria.

Conforme o superintendente do Procon, Marcelo Salomão, é importante que o consumidor pesquise os preços antes de efetuar a compra.

“Em se tratando de medicamentos, produtos indispensáveis para a população de maneira geral, a variação de preços justifica que o consumidor se dirija a diferentes farmácias, o que possibilitará economia na compra”, disse.

Pesquisa foi feita em 16 estabelecimentos e foram verificados 174 produtos, dos quais estão sendo divulgados 161 por estarem a venda na maioria dos locais visitados pela equipe do Procon Estadual.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Anuncie