Publicidade

Anuncie
Justiça

Homem que matou garota de programa asfixiada é condenado a 23 anos de prisão

Rodrigo foi preso oito dias após o crime

Via Redação | Publicado por Redação | às 05:29:14

Rodrigo de Souza Martines, de 29 anos, foi condenado a 23 anos de prisão por ter asfixiado e agredido até a morte a garota de programa Mayara Freitas Mattoso, de 21 anos, no dia 22 de setembro do ano passado em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.



Ele cometeu o crime para roubar R$ 500,00 e dois aparelhos celulares da vítima. Rodrigo, inclusive, já tinha contratado a mulher para um programa sexual anterior e percebeu que Maiara deixava a carteira com dinheiro à mostra no quarto onde recebia os clientes.

A carteira e um celular foram encontrados dias depois na casa dele, em Itaporã, cidade a 20 km de Dourados. O criminoso ainda confessou que usou o dinheiro para comprar droga e um par de sapatos, conforme o site 94 Fm Dourados.

Rodrigo foi preso oito dias após o crime pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil e deste então ele estava preso. A condenação foi promulgada pelo juiz Luiz Alberto de Moura Filho de Dourados.

O crime - O assassinato ocorreu no Jardim Pelicano, região norte de Dourados, onde Mayara morava com a amiga Giovana Franco Dias, 25, que também era garota de programa e quem encontrou o corpo.

O crime foi premeditado pelo acusado, durante o programa. Maiara foi agredida até desmaiar e em seguida foi golpeada com vários socos no rosto. Para finalizar o crime, Rodrigo asfixiou a vítima com o travesseiro. À época, ele chegou a dizer que teria feito sexo com a vítima após ela estar morta, mas mudou o depoimento depois.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Anuncie