Publicidade

Anuncie
Capital

Gerente de banco desviou R$ 1,2 milhão da conta de cliente

Ela comprou casas em condomínio de luxo e viagem para a Disney com dinheiro desviado

Via Redação | Publicado por Redação | às 05:00:32

Gerente de uma agência do Banco Brasil, identificada pelas iniciais E.C.M.A, 40 anos, em Campo Grande, foi indiciada por desviar mais de R$ 1,2 milhão da conta-corrente de uma idosa, de 88 anos, que era correntista do banco, no primeiro semestre deste ano. O inquérito foi concluído pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubo e Furto (Derf) e uma funcionária da idosa, 59 anos, também foi responsabilizada por participar do esquema.

Conforme o delegado responsável pelo inquérito, Fábio Brandalise, a gerente usou o dinheiro da vítima para comprar carros, casas em condomínio de luxo e até viagem para a Disney, nos Estados Unidos. Esquema foi descoberto quando familiares da vítima perceberam o desfalque ao tirar extrato da conta.

Durante investigações, policiais comprovaram que a gerente do banco e a pessoa do convívio da vítima se aproveitaram do frágil estado de saúde dela, que tem mal de Alzheimer e outras doenças, que a tornaram permanentemente incapaz, para cometerem o crime.

Conforme a Polícia Civil, por conta das condições de saúde, o atendimento era feito na residência da idosa e, pela falta de entendimento, ela assinou documentos sem saber que estava autorizando transferências bancárias.

Delegado informou que a idosa era muito rica e morava em um casa com dezenas de funcionários. Há suspeita que a gerente tenha feito proposta a alguns dos funcionários para ajudá-la no crime, sendo comprovada a participação de apenas uma pessoa que trabalhava na casa.

Provas produzidas durante o inquérito comprovam que a gerente retirou no mínimo R$ 873 mil da conta da idosa para benefício próprio e depositou outros R$ 388 mil na conta da funcionária da idosa, que a ajudava nos desvios.

Com o dinheiro desviado, a gerente comprou uma casa no residencial Dahma IV e um terreno no Dahma, condomínios de luxo na Capital, bens que foram avaliados em mais de R$ 1 milhão e foram bloqueados pela Justiça a pedido da Polícia Civil.

A gerente também chegou a pedir licença médica do banco, mas no período em que supostamente estaria em recuperação, postou foto nas redes sociais passeando com a família na Disney.

Também foram apreendidos um automóvel e quantias em dinheiro que estavam de posse da comparsa da gerente, sendo possível recuperar todo o valor desviado. Ambas foram indiciadas por furto qualificado, que prevê pena de até 8 anos de reclusão.

O delegado Fábio Brandalise representou pela prisão preventiva da gerente da conta bancária da vítima, entretanto, o requerimento foi indeferido pelo Poder Judiciário, que acompanhou manifestação do Ministério Público.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

vermelho