Publicidade

Anuncie
Estado de MS

Deputado critica atendimento na saúde após mulher morrer esperando 6 anos por cirurgias

Espera angustiante se arrastou por um ano e três meses na justiça, mas sem nenhuma decisão

Via Redação | Publicado por Redação | às 16:08:25

A espera de seis anos por uma cirurgia no fêmur, se resume a menos uma pessoa na fila do SUS (Sistema Único de Saúde), com o falecimento da idosa Francisca Silva, de 67 anos. Ela esperou seis anos para conseguir realizar a cirurgia, mas faleceu na terça-feira (10), no Hospital Regional.

O deputado Rinaldo Modesto (PSDB) leu moção de pesar nesta quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa. Ele lamentou o ocorrido e disse ter sido procurado pela filha de Francisca, em maio deste ano. “Ela veio angustiada para mim, porque não tinha mais para quem recorrer. A mãe dela esperou seis anos para ser operada, mas não teve tempo”.

Modesto contou que a situação da idosa piorou após ela sofrer uma queda. “Quando soube da situação, acionei o secretário municipal de Saúde, doutor José Mauro, que relatou já ter atendido Francisca e que o caso dela estava judicializado há um ano e três meses”.

Francisca foi internada três dias atrás na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Moreninha. “A família me contou que precisou comprar remédio para dor, pois a unidade não tinha”.

O deputado afirmou que a questão não se trata de oposição política, mas de humanidade. “O Hospital do Trauma foi construído e entregue pelo governo, mas não está funcionando em sua plenitude. São mais 2.500 cirurgias judicializadas”, explica.

Com informações Midiamax

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Campanha