Publicidade

Campanha
Presidente Jair Bolsonaro

Bolsonaro diz que oposição perdeu eleição ‘porque roubaram o país’

Presidente rebateu seus adversários que dizem ter perdido apenas por conta de fake news e elencou diversos motivos que acredita terem os derrubado

Via REDAÇÃO | Publicado por Redação | às 17:20:29

O presidente da República, Jair Bolsonaro, mesmo em viagem ao encontro do G20, não deixa de ser ativo nas redes sociais. Nesta quinta-feira (27), ele usou sua conta no Twitter para criticar seus oposicionista que dizem terem perdido a eleição apenas por conta de “supostas fake news”.

Segundo Bolsonaro, acredita que estes adversários políticos pensa “como se a população brasileira fosse idiota e eles tivessem muita credibilidade”.
— Perderam porque roubaram, quebraram o país e o entregaram ao desemprego e à violência generalizada; porque estavam transformando o Brasil em uma Venezuela.
Afirmou o presidente, que ainda alfinetou o ex-presidente Lula, que segue detido, na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba (PR):

— Perderam porque colocaram um preso condenado por corrupção em suas campanhas, e o povo brasileiro não gosta de bandido. Nós vencemos e estamos consertando todos esses erros!

Veja abaixo as publicações originais:

A oposição tenta a todo custo emplacar a tese de que só perdeu as eleições por conta de supostas fake news, como se a população brasileira fosse idiota e eles tivessem muita credibilidade.

3.465 pessoas estão falando sobre isso

Deveriam se conformar. Perderam porque roubaram, quebraram o país e o entregaram ao desemprego e à violência generalizada; porque estavam transformando o Brasil em uma Venezuela; porque defendem aborto, desencarceramento, controle da internet e da mídia e outros absurdos.

2.028 pessoas estão falando sobre isso

Perderam porque colocaram um preso condenado por corrupção em suas campanhas, e o povo brasileiro não gosta de bandido. Nós vencemos e estamos consertando todos esses erros!

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

vermelho