Publicidade

Anuncie
Geral

11 dicas para melhorar sua circulação sanguínea

Angiologista Dra. Aline Lamaita apontou quais os cuidados você deve tomar em sua rotina para evitar complicações vasculares, como varizes, trombose e até mesmo infarto

Via Redação | Publicado por Redação | às 05:00:37

A coração é o responsável pelo bombeamento de sangue rico em oxigênio para todo o corpo, alimentando tecidos e órgãos vitais que necessitam de nutrientes para funcionar corretamente. “Por isso, qualquer redução na circulação sanguínea significa que as funções corporais podem ser prejudicadas, levando ao surgimento de uma série de sintomas, como frieza ou dormência nas mãos e pés, devido à insuficiência de sangue chegando nos membros, tom azulado ou arroxeado nas pernas, principalmente em pessoas de pele clara, ressecamento da pele, quebra das unhas e queda dos cabelos, além de cicatrização mais lenta de feridas e arranhões em pessoas diabéticas”, explica a angiologista Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

De forma a evitar esses sintomas, é importante adotar em sua rotina alguns cuidados que visam melhorar a circulação, pois uma circulação ruim pode levar a uma série de consequências que incluem desde o surgimento de pequenos vasinhos e varizes até mesmo um infarto. Confira abaixo as dicas da especialista para evitar esses problemas:

- Pare de fumar: A nicotina, um dos principais componentes do cigarro, está diretamente ligada à diminuição da espessura dos vasos sanguíneos, o que dificulta a boa circulação. Além disso, o monóxido de carbono oferece um fator adicional de risco a doenças vasculares ao diminuir a concentração de oxigênio no sangue. “Todo esse processo pode causar complicações para o normal funcionamento dos vasos, que ficam mais susceptíveis ao entupimento, podendo levar a processos de trombose, principalmente quando há fatores de risco envolvidos”, afirma a médica.

- Beba água: Parte do sangue é composta basicamente de água. Logo, a ingestão de água, sucos e chás é recomendada para melhorar a circulação sanguínea, pois quanto menor a ingestão de água, maior a viscosidade do sangue. “Além disso, a desidratação também favorece a queda da pressão arterial, ameaçando vários órgãos. O consumo adequado de água garante que o organismo seja irrigado e bem nutrido de sangue”, enfatiza a angiologista.

- Não permaneça sentado por muito tempo: Trabalhar sentado oito horas por dia (ou mais) aumenta em 10% o risco de morte, segundo estudo publicado na revista médica britânica The Lancet. Isso por que, de acordo com a Dra. Aline, o hábito enfraquece os músculos das pernas e diminui o fluxo de sangue na região, podendo assim causar trombose e outros problemas vasculares. Dessa forma, o ideal é que para cada oito horas sentado você pratique uma hora de atividade. “Pessoas com propensão a problemas vasculares também devem introduzir em sua rotina alguns hábitos para ativar a circulação, como realizar exercícios movimentando os pés a cada hora de trabalho sentado e levantar a cada hora para andar e movimentar um pouco as pernas”, recomenda.
- Exercite-se: Contrações musculares são responsáveis por bombear o sangue e ativar nossa circulação. Logo, se essa musculatura fica parada por muito tempo ocorre uma piora no fluxo sanguíneo, podendo causar retenção de líquido e inchaço com consequente aumento na predisposição de problemas vasculares, como varizes e trombose venosa. “Dessa forma, a prática diária de exercícios físicos é fundamental. E nem precisa ser atleta profissional, já que os exercícios de baixo impacto são extremamente benéficos. Exercícios aeróbicos, como caminhada, ciclismo, corrida e natação, são uma ótima opção, pois aumentam a absorção de oxigênio pelo organismo e promovem a contração da musculatura, assim aumentando a velocidade do fluxo do sangue nas veias, melhorando o retorno do sangue ao coração e diminuindo a pressão arterial”, explica a especialista.

- Experimente a ioga: A ioga é uma atividade física de baixo impacto que, assim como os exercícios aeróbicos, pode ajudar a melhorar sua circulação sanguínea – principalmente em quem tem aversão a academias de musculação. Isso por que, além da movimentação em si já ajudar a levar o oxigênio para as células, as torções do corpo feitas durante a ioga ajudam a enviar o sangue para órgãos vitais e as posições de cabeça para baixo, comuns nesse tipo de exercício, deslocam o sangue da metade inferior do corpo para o coração e o cérebro, beneficiando assim o organismo como um todo.

- Use meias de compressão: “As meias de compressão são grandes aliadas na hora de ajudar a prevenir problemas de circulação nas pernas, como as varizes e trombose. “Isso por que essas meias comprimem os vasos sanguíneos, melhorando o retorno venoso e, consequentemente, prevenindo problemas vasculares. Além disso, as meias de compressão também geram sensação de bem-estar, já que evitam que ao fim do dia a pessoa tenha sensação de peso nas pernas.”
- Coloque as pernas para cima: Ao fim do dia, é comum que suas pernas, pés e tornozelos fiquem inchados devido ao sangue acumulado na região. Mas é possível desinchá-los e fazer o sangue voltar a circular novamente colocando os pés para cima. Para isso, a médica recomenda que você deite no chão com os glúteos encostados na parede e estique os braços em posição de cruz com as palmas das mãos voltadas para baixo para ajudar no equilíbrio. Em seguida, permaneça dessa maneira por alguns minutos “Outra opção é dormir com as pernas elevadas, colocando um travesseiro sob elas, além de realizar compressas frias no final do dia”, completa.

- Consuma mais folhas e menos carne: Uma alimentação balanceada é a chave para o bom funcionamento da circulação e do organismo como um todo. Então é fundamental que você consuma uma grande quantidade de frutas e vegetais, controle o consume de sal e açúcar e evite a gordura saturada presente em alimentos como carne vermelha, frango e queijo. Dessa forma, você manterá seu peso, colesterol e pressão sanguínea em níveis adequados, mantendo as artérias livres de problemas. “É importante também que você insira fibras na dieta, pois o bom funcionamento do intestino é um aliado na medida em que o aumento da pressão sobre as veias do abdômen, por conta da prisão de ventre e inchaço, pode comprometer a circulação das veias das pernas. Acrescente ao cardápio frutas como mamão, legumes, verduras e sementes. Se não funcionar, os pré e probióticos podem ajudar, desde que bem orientados por médicos ou nutricionistas”, destaca a Dra. Aline.

- Estimule sua circulação: Utilize uma escova corporal com cerdas duras para estimular a circulação na direção correta. Comece pelos pés e vá esfregando a escova contra a pele corpo acima, usando movimentos longos nas pernas e braços e movimentos circulares na barriga e na parte inferior das costas. O ideal é realizar essa ação todos os dias, logo antes do seu banho noturno.

- Fique de olho na sua pressão sanguínea: “Se você já possui problemas de circulação, é fundamental que você fique de olho em sua pressão arterial, o que pode ser feito através de pequenos aparelhos de uso domiciliar encontrados na farmácia. Isso é importante por que pressão alta causada por má circulação sanguínea pode causar aterosclerose, condição que promove o enrijecimento das artérias. Em caso de dúvidas sobre qual a pressão ideal para sua idade e saúde, pergunte ao seu médico.”

- Consulte um médico: Caso você note sua pressão sanguínea mais alta que o normal ou qualquer outro sinal de mau funcionamento da circulação sanguínea, é fundamental que você consulte um angiologista, pois apenas ele poderá avaliar seu quadro de saúde e indicar o melhor tratamento para você. E, mesmo se sua circulação estiver boa, a consulta com o médico é imprescindível, pois o check-up vascular trabalha com o que há de mais importante na medicina moderna: a prevenção. “Visite anualmente seu angiologista e faça exames para saber se tudo está de acordo”, finaliza a Dra. Aline Lamaita.

Compartilhe esta matéria:

Google+
Tumblr
Pinterest

Publicidade

Campanha