{description}

Vídeo: Ministro xinga mulher de vagabunda e manda “p… que te p…”, mulher quer indenização

Mulher que diz ter sido ofendida por Marun quer indenização de R$ 20 mil

Video que circula em redes sociais rendeu ao ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, o deputado federal licenciado Carlos Marun (MDB), ação na Justiça estadual na qual é cobrada indenização por dano moral. Os fatos ocorreram rapidamente: ofensa disparada de um lado e a “resposta” de Marun, imediata, que depois se desdobrou em um princípio de discussão.

A data foi em 16 de novembro de 2017. O local, a frente do Centro de Convenções Albano Franco. Eis o cenário: o encerramento de uma entrevista a diferentes veículos de imprensa do Estado, pela manhã, quando um casal passa de moto pela avenida Mato Grosso, avista o deputado e xinga Marun de “ladrão”. “Ladrão é a p... que te p...”, respondeu o deputado, ainda naquele momento um dos líderes da tropa de choque do presidente Michel Temer na Câmara Federal.

Marun estava a caminho da casa do ex-governador André Puccinelli (PMDB), para conversarem sobre a realização da convenção do partido, que estava programada para este sábado (18), mas foi adiada para dia 2 de dezembro. Ao atravessar a Avenida Mato Grosso, Marun foi xingado de ladrão, ao que prontamente respondeu: “Ladrão é a p*** que pariu”.

No caminho para a casa de André, o deputado federal voltou a encontrar a mulher e o homem, que estavam em uma motocicleta, e acabaram batendo boca, como pode ser visto no vídeo abaixo gravado pelos eleitores.

“Vocês são vagabundos. É isso que eu quero lhes dizer”, respondeu Marun. “Você é vagabundo, e você é vagabunda. É isso”, prosseguiu apontando para ambos. “Aprende a respeitar quem você não conhece, seu m...”, finalizou.

Assista o vídeo: