{description}

Foto / Midiamax

Vídeo: Com prisão decretada, Giroto agride jornalista com tapa no rosto

Além de agredir a jornalista, Giroto também agrediu ao fotógrafo com vários xingamentos

O ex-deputado federal e ex-secretário de obras do Estado, Edson Giroto, protagonizou na manhã desta sexta-feira (09.3), uma cena lamentável, ao agredir com um tapa uma jornalista de um veículo de comunicação da Capital. O fato ocorreu em frente ao prédio da Polícia Federal, em Campo Grande.

A jornalista, acompanhada de seu fotógrafo, aguardavam do lado de fora da instituição, quando, eles correm para entrevistar Giroto, que também é réu e chegou de ser preso na operação Lama Asfáltica, quando o mesmo desfere um tapa no rosto da jornalista. Como se não bastasse, ele também agrediu ao fotógrafo com palavras de baixo calão.

O ex-deputado federal Edson Giroto, assim como o empresário João Amorim, são acusados de crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos, devem voltar para a prisão, de onde haviam saído poucos dias após a detenção na segunda fase da Operação Lama Asfáltica, Fazendas de Lama, deflagrada em maio de 2016.

De acordo com o veículo de comunicação ao qual a jornalista trabalha, a repórter era a única mulher na cobertura de imprensa da chegada dos réus da Lama Asfáltica na sede da PF na Capital, e foi justamente a única vítima da agressão por parte de Giroto.

Curiosamente o ex-secretário e ex-deputado, acusado de diversos crimes contra o patrimônio público, ignorou a presença de repórteres do sexo masculino e desferiu um tapa contra a jornalista.

A agressão aconteceu horas após o mundo ter comemorado o Dia Internacional da Mulher, e deixou a jornalista com marcas pelo corpo. Com gana e determinação, A profissional continuou a cobertura das prisões.

Um boletim de ocorrência por agressão contra o ex-secretário e ex-deputado, investigado pela PF por crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos, foi lavrado no 7º DP.

Como a agressão foi em frente ao prédio da Polícia Federal, nossa equipe de reportagem entrou em contato com a instituição para saber qual as providências que a mesma tomaria em relação ao caso.

Por meio de sua assessoria, a PF informou que vai instaurar um Termo Circunstanciado e que o ex-deputado Edson Giroto está sendo ouvido sobre as agressões a jornalista.

 

Elizeu Ribeiro