{description}

Tomate tem alta de 123% e deixa cesta básica 12% mais cara

O preço médio da cesta básica em Dourados ficou 12,23% mais cara em outubro quando comparado a setembro.

O dado é resultado da pesquisa mensal realizada por acadêmicos do curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

De acordo com o levantamento, enquanto em setembro o consumidor douradense pagou em média R$ 338,65, em outubro o custo saltou para R$ 380,06. 

Os produtos que compõem a Cesta Básica conforme o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) são: açúcar, arroz, banana, batata, café, carne, farinha de trigo, feijão, leite, margarina, óleo de soja, pão-francês e tomate.

Desses, o produto que teve a maior elevação do mês foi o tomate, com alta de 123,94%. Os outros produtos que aumentaram de preços foram: a batata com 50,92%, a manteiga com uma elevação de 9,72% do seu preço, o pão-francês em 7,61, o arroz com 4,82% e, pelo segundo mês seguido, a carne também ficou 2,23% mais cara.

Em contrapartida, ficaram mais baratos a banana em 11,99%, a farinha de trigo em 4,18%, o açúcar com 1,58% de queda pelo segundo mês consecutivo e o óleo de soja que diminuiu de preços em 1,54%.

Para o consumidor, a dica é pesquisar. A diferença de preços entre o supermercado que praticou o preço mais elevado em R$ 400,51 e o menor com R$ 347,87 com os mesmos produtos, representa um saldo de R$ 52,64, ou seja, 15,13% de ganho ao bolso.