{description}

SAD Não sabe se transferiu, VYGA não pode passar informações e terceirizados do Hospital Regional, estão sem receber

Ainda segundo denunciante, a prestadora VYGA atua ilegalmente na terceirização

A redação do site Conteúdo MS recebeu neste sábado (13) uma reclamação de funcionários terceirizados da empresa VYGA (Prestadora de Serviços de Conservação e Asseio), por não ter pago ainda o salário deste mês, o ticket refeição e férias atrasadas.

' Nem o  ticket de alimentação recebemos este mês, um absurdo! temos filhos pequenos, pagamos aluguel e eles não estão nem ai.' Denunciou funcionária que não quis ser identificada.  

" Minhas férias em janeiro vence, a terceira férias e até agora não deram nem uma. A empresa VYGA falou que a culpa é do GOVERNO e o diretor disse que é a culpa da VYGA."

Ainda segundo denunciante, a prestadora VYGA atua ilegalmente na terceirização;

"Foi denunciado que a empresa VYGA está ilegal no Hospital Regional que presta serviços sem contrato. Mas mesmo com a denúncia ninguém faz nada só dá uma melhorada quando alguém denuncia. E nessa época de política seria ótimo se fosse uma reportagem lá pra entrevista a gente se bem que eles não deixam entrar né mas a verdade é que Azambuja sabe de tudo isso e não tá nem aí para as famílias que passam nescessidade com a falta de pagamento por irresponsabilidade deles, claro né? Não é a família deles que está sofrendo com isso."

"Esse mês disse que teve um parente da dona Márcia que morreu, mais não temos nada vê com isso" conclui revoltada funcionária terceirizada do HR.

Também conforme denunciante, a VYGA diz que é culpa do governo que não paga o repasse.

Nossa redação entrou em contato com a SAD (Secretaria de Administração) e falamos com a Pâmela, que nos informou não saber se o GOVERNO MS já havia feito a transferência do pagamento para VYGA.

Enviamos ao Presidente em exercício do HR, Dr Juceli Pereira, conforme solicitado por sua assessora Luana, um e-mail com as referidas denúncias e reclamações, e até o fechamento desta matéria, não obetivemos retorno.

Matéria em atualização, aguardando retorno do HR.

 

 Essa matéria foi sugerida pela denunciante através do nosso WhatsApp, 67 - 996673101