{description}

Dólar fecha novamente estável com fluxo aliviando pressão externa

Moeda norte-americana recuou 0,06%, a R$ 3,7361 na venda, acumulando alta semanal de 1,13%

 O dólar terminou mais um pregão ao redor da estabilidade ante o real, com fluxo pontual de venda aliviando a pressão altista que predominou durante todo o dia após o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, ter reafirmado sua postura de política monetária na véspera.

O dólar recuou 0,06 por cento, a 3,7361 reais na venda, acumulando, na semana, alta de 1,13 por cento. Nestas duas semanas seguidas de valorização, acumulou ganho de 2,23 por cento. Na mínima, a moeda foi a 3,7325 reais e, na máxima, e 3,7761 reais. O dólar futuro cedia 0,66 por cento.

“Qualquer alívio pode empurrar o dólar de volta para 3,70 reais rapidamente. Por outro lado, precisamos de mais aversão ao risco para ver a moeda revisitando os 3,80 reais”, argumentou um diretor de Tesouraria de um banco estrangeiro ao justificar o intervalo curto de oscilação da moeda.

Um operador da mesa de câmbio de uma corretora local acrescentou que o giro foi mais fraco na sessão, o que contribuiu para amplificar os movimentos e ajudando a inverter a trajetória da moeda na reta final.

“E deve continuar fraco no começo da próxima semana, com feriado nos Estados Unidos (dia dos veteranos) e semana mais curta no Brasil (quinta-feira é feriado Proclamação da República)”, acrescentou.

No Dia do Veterano, as bolsas norte-americanas funcionam, mas a liquidez pode ser menor por causa do feriado.