{description}

Com apoio do Governo, prefeitura lança programa para revitalizar a região central de Campo Grande

As obras devem ter duração de 22 meses.

O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, representou o Governo do Estado durante o lançamento do programa Reviva Campo Grande, nesta terça-feira (15.5).  Com investimento orçado em R$ 49 milhões e o start dado nesta terça-feira (15), as obras devem ter duração de 22 meses.

A intenção é revitalizar 1.400 metros quadrados da rua 14 de Julho desde a avenida Fernando Corrêa da Costa até a avenida Mato Grosso, transformando a região conhecida como o “centrão” de Campo Grande. O projeto inclui embutimento dos fios, redução da poluição visual, diminuição das faixas de rolamento para veículos, alargamento das calçadas e implantação de acessibilidade em todo o trecho.

O prefeito Marquinhos Trad pontuou que o projeto é fruto de quase uma década de trabalhos, mas que não sairia do papel sem o empenho da bancada sul-mato-grossense em Brasília, do Governo do Estado e de sua equipe técnica. “O governador Reinaldo Azambuja tem atuado como um parceiro de Campo Grande, no desenvolvimento da cidade e na execução das obras”.

O secretário Jaime Verruk afirmou que, ao revitalizar o centro, toda a cidade ganha e que apesar do tempo de obras, o investimento será essencial para a realidade dos empresários instalados na região, em grande maioria, pequenos e médios.

“O comerciante está motivado, porque vai levar mais pessoas para o Centro. A população de Campo Grande gosta de ir ao Centro, gosta de comprar no centro, de ir ao Centro. Tem preço bom, tem concorrência. E agora, a Prefeitura, com esse projeto, traz à população de volta para o Centro e com certeza outros investidores virão. Com isso, traz uma nova vida para Campo Grande”, disse o secretário.

Presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, João Carlos Polidoro, disse que a obra é esperada há décadas, e a expectativa é que as melhorias movimentem novamente a rua 14 de Julho. Para minimizar os impactos aos lojistas, foi criado um comitê com sede na ACICG para tirar dúvidas e ouvir as demandas dos empresários locais.

Projeto

Além da 14 de Julho, o programa Reviva Campo Grande prevê intervenções em várias vias do Centro da cidade, adjacentes à rua 14 de Julho, inseridas no quadrilátero que compreende às ruas Calógeras, Padre João Crippa, Fernando Corrêa da Costa e Mato Grosso. Todas receberão melhoria na infraestrutura, acessibilidade dos passeios públicos, arborização, iluminação e sinalização.

Para manter a movimentação dos lojistas, a programação prevê que cada quadra ficará dois meses em obras. A coordenação do Programa está estudando, junto à Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), uma nova rota para os ônibus, que hoje circulam na rua 14 de Julho, causando o mínimo de impacto possível no cotidiano dos usuários.

A estimativa é de que cerca de 350 mil pessoas circulam pelo Centro diariamente de acordo com o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, por isso, o planejamento entre empresário e poder público é tão importante.